Seduc promove encontro intersetorial para discutir programas sociais no âmbito escolar

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Coordenação de Ações Educacionais Complementares (Caec) realizou, nesta sexta-feira (19), mais um Encontro Intersetorial do Programa Saúde na Escola, Auxilio Brasil e Conselho Escolar. Desta vez, o evento foi sediado em Abaetetuba, na região do Baixo Tocantins, e reuniu gestores escolares e profissionais da saúde dos municípios de Acará, Barcarena, Breves, Cametá, Igarapé-Miri, Mocajuba, Moju e Tailândia.

Esta iniciativa busca o fortalecimento de políticas públicas e criar novos meios para um planejamento integrado entre os municípios e a Seduc, visando o atendimento dos estudantes da rede pública estadual e moradores da região, em sua integralidade. Para alcançar a plenitude dessa assistência, a Seduc defende o planejamento intersetorial com a participação de todos os atores presentes na vida dos alunos.

Para o gestor da 3ª Unidade Regional de Educação (URE), Eliel Barbosa, o encontro foi uma grande importância para a união das esferas responsáveis, pois traz discussões para que seja feito um trabalho em conjunto e, dessa forma, alcançando os objetivos que visam o melhor aproveitamento das atividades que serão realizadas.

“Nos sentimos honrados ao receber este evento em nosso município, pela relevância que ele tem para o funcionamento dos setores. Temos trabalhado muito para que possamos tratar desse assunto em harmonia e esta conferência trouxe essas discussões para dentro do nosso município. Estamos honrados em reunir colegas e profissionais de outras localidades, que possuem o mesmo interesse nessa ideia de juntar e somar esforços para que o funcionamento das políticas públicas sejam de fato uma realidade”, ressaltou o dirigente.

De acordo com a titular da Caec, Giovana Costa, o encontro tem como intuito fortalecer as políticas públicas dos municípios presentes. “A Seduc tem uma proposição e convida todas essas entidades para que a gente construa um plano colaborativo, junto ao Busca Ativa Escolar, a fim de que possamos diminuir essas nuances que afastam nossos estudantes das escolas. Que eles possam estar construindo um plano de ação intersetorial e estar diminuindo – trazendo esses alunos de maneira integral para nossas políticas educacionais”, frisou.

Parceria – A intersetorialidade é a articulação entre sujeitos de setores diversos, com diferentes saberes e poderes, com vistas a enfrentar problemas complexos. Sendo assim, trata-se de mecanismos de gestão e integração de ações, conhecimentos e esforços em diversas áreas da política pública, com o objetivo de construir objetos comuns de intervenção entre eles, para o enfrentamento mais articulado das questões sociais.

Segundo a coordenadora de Articulação de Programas de Abaetetuba, Rosane Fonseca, “estamos discutindo ações importantíssimas para manter os alunos na escola e, também, já de olho no futuro deles. Portanto, este trabalho intersetorial que está sendo pautado neste momento, faz com que a gente aprenda cada vez mais e fortaleça o que já conhecemos. Este é o início de um novo processo, um novo ciclo de adesão desses programas, a exemplo do que já ocorre com o Busca Ativa Escolar e projetos do Selo Unicef”, enfatizou. 

Texto: Vinícius Leal, com a colaboração de Marx Vasconcelos (Ascom/Seduc)



Fonte: Agência Pará de Notícias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário