Conheça o Tardigrade, o primeiro conceito de motocicleta lunar

Créditos: Hookie Co.

O primeiro conceito de motocicleta lunar do mundo foi criado pela empresa Hookie, que tem sua sede em Dresden, na Alemanha. O projeto para o veículo que será desenvolvido para ser utilizado no território lunar também já recebeu um nome e será chamado de Tardigrade.

Com o objetivo de desenvolver um veículo destinado ao uso na lua em mente, a empresa desenvolveu um protótipo dirigível para um veículo de duas rodas, o qual será capaz de enfrentar o território lunar.

Segundo o projeto, o veículo será muito mais leve do que o chamado buggy lunar, um conceito de veículo já bastante comum neste setor. Isso também significa que, em teoria, o novo Tardigrade ofereceria uma opção ainda mais econômica em termos de seu lançamento ao espaço.

Niko Muller, um dos co-fundadores da empresa Hookie, falou sobre a nova invenção: “Um buggy lunar requer quase o mesmo espaço que 3 ou 4 Tardigrade”. Dessa forma, o novo veículo representa uma opção viável para substituir o buggy lunar em uma possível expedição ao território lunar.

Com as tecnologias atuais, transportar uma carga de aproximadamente 1 quilograma para fora da órbita custa aproximadamente 2.720 dólares, um gasto gigantesco, especialmente quando se trata de ir à lua ou de percorrer distâncias ainda maiores.

De acordo com o projeto inicial do Tardigrade, o veículo utilizará materiais leves em sua fabricação. Os engenheiros da companhia Hookie projetaram esta motocicleta lunar para pesar, no máximo, 140 quilogramas. Isso representa uma grande diferença quando comparado ao peso do buggy lunar, que consistia em cerca de 210 quilogramas.

O nome Tardigrade, que em tradução livre significa Tardigrada, foi dado em homenagem ao animal que levam o mesmo nome e se destacam por serem incrivelmente resistente às difíceis condições do espaço. O primeiro projeto do futuro veículo foi inspirado por um design digital feito pelo artista russo Andrew Fabishevskiy, durante 2020.

Após obterem a permissão do artista, os co-fundadores da Hookie, Niko e Sylvia Muller, decidiram fazer um protótipo da máquina para o mundo real. O resultado é uma motocicleta lunar composta por uma estrutura invisível feita de alumínio, que também apresentará eixos que feitos de um metal incrivelmente leve.

Embora a empresa Hookie ainda não tenha nenhum acordo realizado com agências espaciais ao redor do mundo, Niko afirmou que a NASA já tem conhecimento sobre o projeto e que a Hookie possui interesse em futuras colaborações com a organização.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário