CMNE tem novo Distintivo de Organização Militar

Recife (PE) – A Portaria do Departamento de Educação e Cultura do Exército nº 294, de 4 de novembro de 2020, de acordo com o previsto na Portaria do Comandante do Exército nº 530, de 22 de setembro de 1999, e fundamentado em parecer favorável da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército, aprovou a atualização do distintivo de organização militar do Comando Militar do Nordeste (CMNE).

O distintivo do CMNE, antes da atualização, possuía alguns elementos representativos da sua zona de atuação. As oito estrelas, por exemplo, representam os oito estados que o integram, na região Nordeste: Bahia, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. Elas estão justapostas na mesma proporção em que se encontram na Bandeira do Brasil. 

A jangada é considerada a mais antiga, tradicional e típica embarcação dos pescadores nordestinos, que atuaram voluntariamente, na 2ª Guerra Mundial, no esforço de monitorar os avanços do inimigo no mar litorâneo.

A este símbolo, a partir de agora, foram acrescentados outros elementos e propostas algumas modificações para que pudessem representar ainda mais o Braço Forte e a Mão Amiga do CMNE. 

Olhando da esquerda para a direita, evocamos, por meio de paisagens características, o sertão primeiro; e os mares, depois, sendo representados numa sequência lógica do interior para o litoral.

A paisagem da esquerda, portanto, remete o alaranjado do sol característico do sertão, os desenhos do mandacaru, palma e macambira, representam os cactos da vegetação típica do semiárido, com solo seco e cheio de rachaduras, comumente encontrados no bioma Caatinga, presentes em todos os estados da região Nordeste e, exclusivamente, no Brasil.

Ao centro, surge o sabre, símbolo do Comando Terrestre, com o destaque para o nome Guararapes, evocando duas batalhas de mesmo nome, uma em 1648 e outra em 1649, que uniram várias etnias em torno do ideal pátrio e culminaram com a expulsão dos povos invasores, fato histórico que se tornou o berço da nacionalidade brasileira e a origem do Exército.

A direita, o litoral continua representado pelos barcos a vela, ao mesmo tempo em que se transformam para fazer uma referência ao mapa do Brasil. Todos os estados que integram o CMNE são banhados pelo Oceano Atlântico. É a maior faixa litorânea entre todos os comandos militares de área.


Fonte: Exército Brasileiro