Solar dos Mellos reabre com exposição do cartunista macaense Seth

Foto: Bruno Campos

O Solar dos Mellos participa da Semana da Primavera todos os anos.

O Solar dos Mellos – Museu da Cidade de Macaé inaugurou, nesta segunda-feira (20), uma era de recomeço da sua história e da história de todo cidadão macaense morador ou visitante. Com a exposição audiovisual “Brasil pela Imagem” aberta ao público, o objetivo é levar as pessoas a se reencontrarem com a história, com as emoções e que a superação seja o ponto de partida. Essa ressignificação está presente na 15ª Primavera de Museus, aberta até sexta-feira (24), das 9h às 14h, com a exposição do precursor da caricatura, o macaense Álvaro Marins, o Seth, seu codinome mais conhecido.

“Tivemos momentos difíceis em nossas vidas e hoje estamos no caminho da recuperação. Acredito que estamos voltando mais fortes. A Cultura é um grande projeto de Macaé e vai receber mais recursos no orçamento municipal para manter os bons projetos e ampliar as ações de políticas públicas para a população”, anunciou o prefeito Welberth Rezende que abriu a exposição.

Como a visita é presencial, só podem entrar no Museu as pessoas devidamente usando máscaras, apresentando o passaporte de saúde com a vacina em dia contra a Covid-19 e um documento pessoal com foto. A entrada é gratuita.

Dentro do museu, os visitantes estarão frente a frente com as perdas e recomeços como marca o tema desta edição do evento. “A ideia é levar as pessoas à reflexão sobre o impacto da pandemia no presente e no futuro. Esta casa sempre foi viva e tem muita história. Tivemos perdas e dificuldades e esta exposição acontece com o esforço coletivo de reconstrução da equipe”, disse a curadora da exposição, Cláudia Barreto.

A solenidade aconteceu no auditório Presidente Washington Luís (que também era macaense), com as presenças, ainda, do secretário de Cultura de Macaé, Leandro Mussi; da diretora do Solar, Patrícia Barbosa; e a equipe responsável pelo trabalho no Solar/Museu. Em seguida, eles visitaram a exposição e os espaços do Solar como a Sala dos Prefeitos e o Centro de Memória Antônio Alvarez Parada que guarda o acervo documental da Imprensa composto por impressos, manuscritos, fotografias em jornais, revistas e também trabalhos científicos.

O Solar dos Mellos participa da Semana da Primavera todos os anos. Em 2020, a edição foi online. “Hoje o Museu abre as suas portas com novo olhar depois da pandemia, é um recomeço, em termos de cultura, fruto do trabalho de toda a equipe”, reconheceu a diretora. Para o secretário Leandro Mussi não é fácil fazer cultura neste momento. “Gradativamente, vamos abrindo os polos de projetos para a população. Enquanto isto, estamos providenciando a reforma dos prédios, como o do Teatro Municipal, que também será reaberto, e outros”, enfatizou.

O secretário municipal de Infraestrutura, Santiago Borges, acompanhou o prefeito na visita para analisar as condições do prédio, que data de 1911, para projeto de restauração do imóvel que é patrimônio público. Também participou do evento o gerente do Escritório de Gestão da Prefeitura de Macaé e fotógrafo Romulo Campos.

A exposição

Quem for ao Solar/Museu até sexta-feira (24) conhecerá a obra de Seth, desde 1917, que teve algumas imagens digitalizadas pela curadora Cláudia Barreto e equipe. A importância do trabalho está em compartilhar o valor da obra com os cidadãos já que trata-se de fundamental contribuição para entender como era o cotidiano no país e como chegou aos dias atuais. “Seth é fonte de conhecimento do Brasil e do mundo”, destacou Cláudia.

Cartunista, desenhista, ilustrador e caricaturista, Seth retratou como nenhum outro a febre amarela no Rio de Janeiro; os saraus domiciliares; a primeira locomotiva; o engenho de açúcar; o enforcamento de Motta Coqueiro, inocente, condenado à pena de morte, que ficou conhecido como “A Fera de Macabu”. A exposição também mostra o trabalho de Seth em livros como a “Caricatura Brasileira”. Ele nasceu em Macaé em 18 de janeiro de 1891 e faleceu no Rio de Janeiro em 28 de janeiro de 1949.

O poema “Resíduos”, de Carlos Drummond de Andrade, define o conceito da 15ª Primavera de Museus e um trecho dele está em destaque no painel de entrada da exposição: “De tudo resta um pouco”. O evento acontece em todo o país promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), do Ministério do Turismo.

O Solar dos Mellos está localizado à Rua Conde de Araruama, 248, no Centro de Macaé.

Fonte: Prefeitura Municipal de Macaé.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário