Sepror lança Programa “Estatística Pesqueira” no Estado do Amazonas

Sepror lança Programa “Estatística Pesqueira” no Estado do Amazonas


FOTO: Djalma Júnior/Sepror
FOTO: Djalma Júnior/Sepror

Lançamento ocorreu durante reunião do Conepa

 

Nesta quarta-feira (09/06), a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) realizou a 2ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Pesca e Aquicultura (Conepa), para alinhar e debater o fomento do setor pesqueiro e aquícola no Amazonas em 2021. Durante o evento, ocorreu o lançamento do programa “Estatística Pesqueira”.

O programa tem a finalidade de divulgar dados oficiais da produção pesqueira no Amazonas, facilitando a informação para pescadores, a comunidade científica, pesquisadores, estudantes, setores que trabalham com a gestão pesqueira e o público geral.

Segundo o secretário da Sepror e presidente do Conepa, Petrucio Magalhães Júnior, o Programa Estatística Pesqueira faz parte do Plano Safra 2021/2022 e do programa Agro Amazonas.

“As instituições parceiras são peças fundamentais para fomentar a atividade pesqueira junto ao Governo do Amazonas. Embora a cheia e pandemia, nunca se investiu tanto no setor, fruto de planejamento que vem mostrando resultado”, afirmou.

Os dados serão divulgados bimestralmente, no site da Sepror, por meio de boletins, contendo números referenciais para avaliar os estoques das principais espécies consumidas pelos amazonenses (pesca artesanal e aquicultura), avaliar a cadeia produtiva da pesca ornamental, pesca esportiva e manejo do pirarucu e entender a dinâmica da indústria do pescado (frigoríficos).

De acordo com o Secretário Executivo de Pesca e Aquicultura da Sepror e vice-presidente do Conepa, Leocy Cutrim, os trabalhos de coleta já foram iniciados em municípios que apresentam destaque na atividade pesqueira.

“Estamos buscando juntar todas essas informações para um único local, divulgando um valor real, que vai garantir dados da Pesca do Estado, para que os profissionais do setor possam realizar políticas públicas com mais credibilidade”, ressaltou.

Os dados são coletados em desembarques pesqueiros de Manaus e nos municípios com destaque nas atividades da pesca artesanal comercial, esportiva, ornamental, manejada e aquicultura que são: Parintins, Manacapuru, Itacoatiara, Coari, Fonte Boa, Barcelos e Tabatinga.

Na reunião, que contou com a presença de 26 representantes de instituições presenciais e três virtuais, também foram tratados os assuntos, sobre a revitalização dos comitês técnicos de pesca e aquicultura, aprovações de atas, apresentação das novas instituições incluídas no Conepa e a apresentação das atividades realizadas pela Sepa em 2020.

Fonte: Governo do Amazonas