Semas explica fumaça observada no céu de Belém durante final de semana

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) confirma que no final de semana, sábado (12) e domingo (13 de dezembro) houve registro de queimadas na Região Metropolitana de Belém (RMB). Imagens de satélite de alta resolução detectaram os focos nas regiões do Aurá, no município de Ananindeua e na ilha de Mosqueiro e em Icoaraci, distritos de Belém. 

O meteorologista Frank Baima, do Núcleo de Hidrometeorologia da Semas, garante que, no caso da RMB, as queimadas são de pequenas proporções e de curta duração, o que dificulta a captação da frente de fogo via geoprocessamento. “Além disso, nesta época do ano, outra dificuldade em captar as queimadas está associada à nebulosidade”, complementa. 

Por meio de análise de geoprocessamento, foi possível notar que o foco de queimada em Mosqueiro encontra-se em área de supressão vegetal. Em Icoaraci em terreno baldio e no Aurá não foi possível identificar a característica da superfície em decorrência da cobertura de nuvens. 

O monitoramento de queimadas realizado pela Semas é feito para todo território paraense através de sensores de satélites que captam frentes de fogo a partir de 30 metros de extensão por um metro de largura.



Fonte: Agência Pará de Notícias