Secretaria de Saúde de Indaiatuba promove ações para prevenção da sífilis e da sífilis congênita nos próximos dias

Secretaria de Sade de Indaiatuba promove aes para preveno da sfilis e da sfilis congnita nos prximos dias

  • Publicao: 19/10/2021 11:05h
  • Redator(es): Gabriel Beccari
  • Release N.: 1269

Foto: Divulgao RIC/PMI

A Secretaria Municipal de Sade divulgou na manh desta tera-feira (19), as aes que sero realizadas nos prximos dias, para a preveno da sfilis e da sfilis congnita em Indaiatuba.

Na quinta-feira (21), das 8h s 13h, haver uma ao de testagem rpida da sfilis, especialmente da sfilis em gestantes, no Ambulatrio da Mulher, localizado na faculdade Unimax, do grupo UniEduK, na Av. Nove de Dezembro, 460 Jd. Pedroso. Na ocasio sero testadas as mulheres que estiverem no local para receberem algum atendimento.

No prximo sbado (23), a partir das 8h, no Parque Ecolgico, prximo concha acstica, haver tambm a testagem rpida em todos que desejarem se prevenir contra a sfilis. O evento marca o incio das comemoraes de 30 anos do Parque Ecolgico e deve durar pouco mais de trs horas, onde alunos do grupo UniEduK e os profissionais da Secretaria de Sade, desenvolvero atividades com o pblico, voltadas promoo da sade, fsica e mental, com um foco especial no Outubro Rosa, ms de preveno ao cncer de mama e cncer de colo de tero.

Em 27 de outubro, um encontro fechado acontecer no Museu da gua apenas para agentes comunitrios e de servios de sade. A 1 campanha de mobilizao para preveno da sfilis e sfilis congnita, tem o objetivo de formar agentes multiplicadores da promoo e preveno a sade das IST/HIV/AIDS/HV. Os profissionais devem se deslocar at o Museu da gua, a partir das 14h e o encerramento est marcado para s 17h.

Sobre a sfilis

A sfilis uma infeco causada pela bactria Treponema pallidum que, na maior parte dos casos, transmitida atravs da relao sexual sem proteo. Os primeiros sintomas so feridas indolores no pnis, no nus ou na vulva que, se no forem tratadas, desaparecem espontaneamente e retornam depois de semanas, meses ou anos nas suas formas secundria ou terciria, que so mais graves.

Segundo a secretria adjunta da Sade de Indaiatuba, Dra. Heloisa Salatino, a sfilis tem cura e o seu tratamento feito atravs de injees de penicilina, orientadas pelo mdico de acordo com a fase da doena em que o paciente se encontra. Embora a sfilis tenha cura, a melhor forma de se prevenir fazer exames constantes e procurar por um atendimento em alguma unidade de sade, os profissionais da Secretaria esto aptos para identificar qualquer anormalidade e solicitar o tratamento caso necessrio, quanto antes for identificada a sfilis, mais rpida a cura.

Notcias relacionadas

Fonte: Prefeitura Municipal de Indaiatuba.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário