Saúde esclarece dúvidas de mulheres que engravidaram após a D1 e sobre o prazo para quem vai tomar a D3

Duas dúvidas têm sido frequentes para quem tomou as vacinas contra Covid-19. Uma é em relação às mulheres que tomaram a Astrazeneca e engravidaram no intervalo entre a primeira e a segunda dose e, a outra, sobre o prazo para tomar terceira dose do imunizante.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão da Astrazeneca para grávidas por conta de uma “reação adversa”. Assim, as mulheres que tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19 da Astrazeneca e engravidaram no intervalo entre as duas doses, têm dúvidas sobre que imunizante utilizar para completar o esquema vacinal.

A diretora da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa, Aline Grisi, tranquiliza as mulheres que engravidaram após tomarem a primeira dose de Astrazeneca. Segundo ela, não há motivo para preocupação, pois todas tomarão outro imunizante.

“As mulheres que engravidaram após a primeira dose da vacina Astrazeneca tomarão a segunda dose do imunizante da Pfizer. Elas vão comparecer normalmente ao posto de vacinação levando o cartão e o exame de gravidez e receberão a segunda dose da Pfizer”, explica Aline.

Já em relação à terceira dose, ela diz que o prazo é de seis meses a contar do dia de aplicação da segunda dose. “A terceira dose será aplicada com 180 dias após a D2, mas não precisa marcar. É só conferir a data no cartão e procurar um posto”, afirma.

Fonte: Prefeitura de João Pessoa.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.