São oficializadas vagas para Analista Legislativo e Técnico Legislativo no Rio Grande do Norte

Nesta terça-feira, dia 13 de julho, o Diário Oficial da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte – ALRN – publicou sobre a formação da Comissão Especial do Concurso Público referente ao futuro preenchimento de vagas para o cargo de Analista Legislativa, bem como para o de Técnico Legislativo da Casa Legislativa.

Segundo informações dadas por Augusto Viveiros, diretor geral da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o total de vagas disponíveis para o cargo de Analista Legislativo será de 24. A remuneração inicial para o referido cargo será de R$ 7.725,75 (sete mil, setecentos e vinte e cinco reais e setenta e cinco centavos) e os candidatos que tomarem posse também receberão auxílio alimentação e auxílio saúde.

O diretor geral da ALRN também informou que estarão disponíveis 23 vagas para o cargo de Técnico Legislativo da Casa Legislativa, cargo este que terá uma remuneração inicial no valor de R$4.139,75 (quatro mil, cento e trinta e nove reais e setenta e cinco centavos), além dos valores referentes ao auxílio alimentação e ao auxílio saúde.

A Comissão Especial do Concurso Público formada é composta pelo presidente da comissão, Sérgio Eduardo da Costa Freire, bem como de Anna Caroline Alves de Oliveira, André Luiz Galvão e Silva e Gileude Nogueira Peixoto. Também integram a referida Comissão o representante do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte – Sindalern –, José Helomar Rodrigues Júnior – e os representantes da Ordem dos Advogados do Brasil na seccional do Rio Grande do Norte, Ricardo César Ferreira Duarte Júnior e José Augusto Barbalho.

Augusto Viveiros também comunicou que, uma vez realizada a formação da Comissão Especial do Concurso Público, será necessário obter a aprovação do termo de referência, realizar a contratação de uma empresa que ficará responsável pelo concurso e por fim, publicar o edital referente ao certame.

O diretor da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aproveitou para informar acerca da não disponibilidade de vagas ligadas ao cargo de Política Legislativa, informando as razões para a não abertura das mesmas: “Agora é seguir os trâmites legais e aguardar a aprovação dos 47 novos servidores da Casa Legislativa. É uma oportunidade única para aqueles que pretendem ingressar no serviço público, sob orientação do Tribunal de Contas do Estado, que se baseou na Lei Federal nº 173/2020, que proíbe a criação de novos cargos, em virtude da pandemia”.

No comunicado realizado por ele, Augusto Viveiros também informou que a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte se encontra em um momento de busca da obtenção da confiança da população em relação aos cargos da carreira pública: “O planejamento estratégico é uma demonstração de compromisso da atual presidência, fortalecendo a transparência e a carreira pública”.