Residentes de Pós-Graduação recebem vacina contra Covid-19 em Belém

O Campus IV da Universidade do Estado do Pará (Uepa), onde funciona a Escola de Enfermagem Magalhães Barata, operou neste sábado (20), como posto de vacinação contra a Covid-19 para profissionais da área da saúde que fazem residência na cidade de Belém. O serviço funcionou das 9h às 14h.

O objetivo da ação foi o de aplicar a primeira dose da vacina AstraZeneca/Oxford em, aproximadamente, 400 profissionais da saúde residentes em programas de pós-graduação ofertados pela Uepa, Universidade Federal do Pará (UFPA) e pelo Centro Universitário do Pará (Cesupa).

Para coordenadora da Escola de Enfermagem, professora Margareth Bittencourt, a vacinação dos residentes demonstra a responsabilidade necessária com esses profissionais, das mais diversas especialidades na área da Saúde, atuantes no combate direto contra o vírus dentro de hospitais de Belém.

“Acredito que essa ação é o caminho certo para que os profissionais da Saúde, que atuam em hospitais e unidades de saúde e que estão recebendo pacientes infectados pela Covid-19, possam trabalhar em segurança e, assim, auxiliar no combate a pandemia”, disse.

A inclusão dos residentes como grupo prioritário dentro do Plano de Vacinação da Prefeitura de Belém é resultado da manifestação dos profissionais, em função de estarem atuando na linha de frente do combate à Covid-19 nos hospitais e unidade de saúde da capital paraense.

Para a supervisora da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), egressa e residente da Uepa, Camilla Lisboa, a aplicação da vacina nos residentes em Belém é parte de um processo de luta alcançado em função da manifestação dos profissionais em busca de uma melhor condição de trabalho para atuar ao lado de pacientes infectados pela Covid-19.

“Fico muito feliz em ver que o pedido dos meus colegas residentes foi acatado, pois é de extrema importância que esses profissionais da Saúde que atuam na linha de frente contra o vírus estejam imunizados para poderem trabalhar”, afirmou Camilla Lisboa.

Para os residentes conseguirem se vacinar só foi necessário apresentar a carteira de identidade (RG), pois havia uma lista nominal de todos os profissionais da Saúde atuantes em algum dos programas de residência da Uepa, da UFPA ou do Cesupa.

A residente em Atenção Básica/Saúde da Família pelo Cesupa, Ana Clara Menezes, avaliou a vacinação como um exercício da cidadania, além de um reconhecimento daqueles que fazem residência como profissionais, também trabalhando no mercado.

“Eu acredito que a vacinação para os residente é um direito nosso, pois mesmo que algumas pessoas insistam em nos olhar como estagiários e não como profissionais que tem atuações efetivas dentro de hospitais da cidade, estamos diariamente trabalhando atendendo pacientes infectados. Então é muito importante nos imunizar como forma de dar uma melhor condição e segurança no trabalho”, comentou Ana Clara Menezes.

Por Daniel Leite Jr. (Ascom / UEPA).



Fonte: Agência Pará de Notícias