Rede de proteção à mulher é ampliada em Itaquaquecetuba

A rede de proteção à mulher de Itaquaquecetuba foi ampliada, na terça-feira (3), por meio da parceria desenvolvida entre a Secretaria de Políticas para Mulheres e o Instituto Avon. O objetivo é acolher as mulheres em situação de violência doméstica em hotéis da rede Accor. A estadia contará com refeição, serviço de lavanderia e curso de orientação profissional sem custo. Há 4,2 mil vagas disponíveis.

Antes de ser encaminhada para o hotel, a vítima deve passar por um processo de triagem realizada pela pasta, que mantém total responsabilidade sobre a hóspede, bem como sobre os filhos que possam estar com ela, limitados a três por questões estruturais e de acomodação.

O acolhimento pode ultrapassar 15 dias, mas não é recomendado, pois não é um local que disponibilize familiaridade com o dia a dia daquela família, assim como há restrições alimentares, sem dietas balanceadas.

Durante o período em que estiver no local, a rede de hotéis Accor oferece um computador, rede de internet e um curso voltado ao mercado de trabalho de como se portar em uma entrevista, além de oferecer a montagem da apresentação do currículo de forma gratuita.

Após a passagem, a equipe que assistiu a vítima produz um relatório, que posteriormente é entregue à Secretaria de Políticas para Mulheres, que dá continuidade ao atendimento.

O projeto do Instituto Avon é desenvolvido em todo o país. A adesão em Itaquaquecetuba aconteceu após treinamento, reuniões e tratativas com os responsáveis pelo programa. O hotel da rede mais próxima fica sediado na cidade de Mogi das Cruzes, onde receberá as mulheres em situação de violência encaminhadas pelo município.

A secretária da pasta, Hadla Issa, explica que este é um momento muito importante para a secretaria, pois ganha reforço no suporte para essas mulheres. “É, sem dúvida, uma grande conquista porque vai auxiliar muitas mulheres no processo que varia entre a agressão e a tomada de decisão. Nesse momento difícil da vida dela, é fundamental que possamos acolher cada uma com seus filhos.”

Fonte: Prefeitura Municipal de Itaquaquecetuba.

Leia mais notícias em Defesa – Agência de Notícias.