Quase todos os filtros no sistema de tratamento de água radioativa em Fukushima estão danificados

Uma verificação em grande escala do sistema foi realizada depois que no mês passado os especialistas descobriram danos em um dos filtros que deveriam prevenir a fuga de água radioativa.

Durante o exame do equipamento do Sistema Avançado de Processamento de Líquidos (ALPS, na sigla em inglês), os especialistas descobriram que 24 dos 25 filtros têm defeitos, de acordo com o canal NHK.

Embora a TEPCO ainda não tenha registrado casos de fuga da água contaminada do sistema ALPS, é impossível excluir a possibilidade de que eles poderiam ter acontecido, segundo a mídia.

Um problema semelhante ocorreu em Fukushima há dois anos. Na época, a TEPCO não conseguiu determinar a causa dos danos. A empresa operadora trocou todos os filtros e o funcionamento do sistema continuou.

Em meados de abril, o governo do Japão tomou decisão de começar a lançar no mar a água procedente da usina nuclear de Fukushima, processada pelo ALPS, a partir de 2023. A China, Rússia, Coreia do Sul e Coreia do Norte expressaram suas preocupações com esta medida.

Por sua vez, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) apoiou a decisão japonesa e disse que enviaria uma equipe internacional de especialistas ao Japão, devido às preocupações de alguns países, para verificar se o processo de liberação da água tratada é seguro.

Fonte: Sputnik News