Prefeitura do Recife realiza curso para grafiteiras

 

A Prefeitura do Recife, através da Secretaria da Mulher, realizou no último sábado (16), o primeiro curso de Norma Regulamentadora 35 (NR-35) para 20 mulheres grafiteiras. O curso habilita as profissionais para o trabalho em altura e tem como objetivo impulsionar a participação no Colorindo o Recife, projeto realizado pela Secretaria Executiva de Inovação Urbana que promove a valorização do grafite com a criação de verdadeiras galerias de arte urbana a céu aberto.

“As artistas grafiteiras também foram muito afetadas do ponto de vista econômico pela pandemia da Covid-19. Apoiar e fomentar a arte periférica e ícone do hip hop feita por mulheres é também um processo de inclusão delas. Principalmente em uma área onde há poucas mulheres”, destacou a secretária da Mulher Glauce Medeiros.

O curso de NR 35 estabelece critérios mínimos e medidas de proteção para o trabalho em altura, e foi realizado a fim de promover maior segurança no ambiente de trabalho, com o intuito de minimizar os riscos à vida das grafiteiras. Na formação, as profissionais tiveram noção de análise e condições de risco para trabalho em altura, tipos de Equipamento de proteção individual (EPI) e Equipamento de proteção coletiva (EPC), forma de utilização e finalidade, acidentes e procedimentos de prevenção, noções de primeiros socorros e resgate, entre outros.

Mila Barros, da Pixegirls contou que foi uma satisfação participar da articulação do curso junto a outras mulheres do Graffiti. “Nosso esforço é se tornar apta a trabalhar. A Secretaria da Mulher nos recebeu super bem, ouviu nossas necessidades e só assim foi possível fazer este curso. É uma felicidade ver que temos 20 manas aptas para fazer empena, pintura nas laterais de prédios ou edifícios, aqui em Recife. A burocracia e o machismo muitas vezes deixam a gente para trás, então ter esse certificado nos deixa muito satisfeitas e empoderadas”.

Jane Domingos, da Escola Técnica Leiaut, responsável pela execução do curso disse que esta foi a primeira vez que a capacitação foi realizada para grafiteiras e destacou a importância para a segurança das grafiteiras. “Considera-se trabalho em altura as atividades executadas acima de dois metros do nível inferior (chão), e a capacitação é essencial, pois vai capacitá-las os riscos e como prevenir acidente e como usar os EPIs”, afirmou.

 

Próximo edital- A Secretaria Executiva de Inovação Urbana está preparando novidades para o próximo edital do programa, garantindo a criação de uma política pública de arte urbana no Recife por meio da construção coletiva. Com a colaboração e participação da cena artística da cidade, estão sendo realizados debates e escutas, culminando na elaboração de um novo edital, que aproxima a gestão dos artistas é dá o devido protagonismo aos profissionais que já atuam com o grafite há anos.

Também a partir destes debates, foi percebida a necessidade de provocar o interesse das artistas mulheres a participarem do programa – atualmente, são 65 cadastrados e apenas 10 mulheres. A constatação gerou a ideia de elaborar um edital que busque equilibrar a paridade de gênero no momento da contratação para cada trabalho a ser realizado pelo programa. 

A nova política pública de arte urbana que está sendo criada contará ainda com a colaboração das secretarias da Cultura, Mulher, Turismo e Lazer da cidade e Executiva da Juventude.

Fonte: Prefeitura de Recife.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário