Prefeitura do Recife lança projeto Recife Incluído para incentivo à produção audiovisual na periferia

 

Para revelar novos talentos e olhares no audiovisual, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, apresenta o projeto Recife Incluído, que prevê a execução de 10 curta-metragens com roteiros assinados por autores iniciantes. A seleção das histórias (argumento e roteiros) será realizada a partir de edital que será publicado na próxima semana e que irá selecionar 10 autores entre jovens das seis Regiões Político Administrativas (RPAs) da cidade. 

Para participar do concurso Recife Incluído é preciso morar no Recife e ter idade mínima de 18 anos. Não será exigida dos autores experiência ou qualquer atuação prévia no segmento do audiovisual. A principal “exigência” com relação às ideias é a participação do Recife no enredo, ao menos como cenário. Os roteiros dos 10 curtas-metragens devem tratar de inclusão de pessoa com deficiência (2); acervo e/ou equipamento cultural do Recife (4) ou elemento e/ou personagem da cultura imaterial da cidade (4). Os filmes, de ficção ou documentais, devem ter entre 10 e 30 minutos de duração.

Os participantes irão desfrutar de oficinas preparatórias e poderão acompanhar todo o processo de execução, por produtoras de audiovisual que serão selecionadas pelo poder público municipal em pregão eletrônico, a ser realizado no próximo dia 17 de maio. Os roteiros selecionados serão adequados à proposta orçamentária prevista no pregão.

As inscrições para produtoras interessadas em participar do projeto estão abertas. Devem ser feitas no site: www.recife.pe.gov.br/portalcompras. A sessão de abertura do pregão, no próximo dia 17, será às 11h, com a disputa ocorrendo às 14h, no site do Banco do Brasil: www.licitacoes-e.com.br.

Quando os protocolos sanitários permitirem, e cumprindo todas as medidas orientadas pelas autoridades de saúde, no tocante à pandemia, os filmes serão exibidos no Cineteatro do Parque.

 

Sobre o projeto – Executado com recursos provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Tadeu Alencar, o projeto Recife Incluído tem orçamento de aproximadamente R$ 1 milhão, a ser repassado ao poder público municipal pelo Ministério do Turismo. O objetivo é estimular a produção audiovisual também na periferia do Recife, incentivando a formação e revelação de novos talentos, em um ambiente de criação e realização onde a cidade já se destaca, com projeção nacional e internacional.

 

Fonte: Prefeitura de Recife.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.