Prefeito Marquinhos Trad mobiliza servidores e percorre bairros para acompanhar limpeza preventiva

Foto: Karine Matos

Campo Grande, 23/10/2021 às 14:25

O prefeito Marquinhos Trad abriu sua agenda deste sábado (23) com a vistoria, logo nas primeiras horas do dia, dos serviços da força-tarefa de limpeza dos bueiros e bocas de lobo nas sete regiões da cidade. Acompanhando pelo secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos Rudi Fiorese, o chefe do Executivo Municipal percorreu vários bairros e a região central. A medida faz parte do plano traçado pela Prefeitura para minimizar os impactos da chuva, caso se confirme a previsão meteorológica que anuncia grande volume de água entre hoje e amanhã.

Apesar da manutenção periódica nesses canais de drenagem, a cada 15 dias, o serviço foi antecipado para prevenir novos estragos. A operação emergencial conta com apoio da Concessionária CG Solurb, responsável pela gestão da limpeza urbana e o manejo de resíduos sólidos em Campo Grande. Pelo menos 460 servidores foram convocados para estarem em prontidão neste fim de semana. Mais de 200 bocas de lobo foram limpas apenas nas primeiras horas deste sábado.

Marquinhos Trad justifica que o serviço de limpeza dessas caixas coletoras das águas pluviais, priorizando regiões apontadas com maior risco de enchentes e alagamentos, como a rotatória da Rachid Neder com Ernesto Geisel, Vila Popular e Sóter, melhora a eficiência desses canais de drenagem, evitando o transbordamento caso o volume de chuva ocorra conforme a previsão meteorológica.

“Muitas vezes, esse sistema de drenagem que deveria trazer conforto a população acaba se tornando um problema por causa da quantidade de lixo depositado incorretamente nas vias. Com esses canais entupidos, a água da chuva não consegue escoar pelo canal e acaba transbordando, quando ocorrem os alagamentos nas ruas. Resumindo, o resultado do lixo nas ruas é o entupimento desses canais de drenagem”, ressalta o prefeito.

O chefe do Executivo Municipal complementa que a decisão dessa operação emergencial, além do alerta para chuva forte, se justifica também em razão da tempestade na semana anterior, que fez com muitos galhos e sujeira fossem parar nos bueiros.

Enquanto observava as equipes na Avenida Rachid Neder, o comerciante Antonio Aparecido Nascimento, 63 anos, falou da iniciativa da Prefeitura em agir antes do problema acontecer. “Esse prefeito é diferente, a gente vê que ele cuida da cidade como se fosse da própria casa. Já vi ele questionar trabalhador na obra porque o nível do asfalto ficou diferente; e olha que ele usou até régua. Então, não me surpreende ver ele andando aqui na Rachid, cuidando pra ver se estão fazendo direito”, pondera Nascimento.

O morador de Campo Grande comenta ainda sobre a postura daqueles que descartam lixos nas ruas. “O serviço de limpeza é feito, tudo bem! Mas agora vem o outro lado, pois se a população não colaborar e continuar agindo como fazem jogando lixo na rua, inclusive descartando de dentro do próprio carro em movimento, os alagamentos vão acontecer do mesmo jeito. Acho que deveria haver multa pesada pra quem faz isso. Só doendo no bolso para algumas pessoas aprenderem o que é certo. Não adianta ficar só cobrando do poder público e não fazer sua parte”, opina Antonio.

A arquiteta Ana Claudia Rezende concorda com Nascimento. Para ela, grande parte dos alagamentos poderia ser evitada sem a população contribuísse com um simples gesto de não jogar lixo na rua. “É triste perceber que mesmo sabendo que esse lixo que ela está jogando ali na calçada vai parar no bueiro e entupir a boca de lobo, a pessoa faz. Fico feliz de ver essa força-tarefa da Prefeitura e espero que os moradores da cidade sejam parceiros. A cidade já sofreu tanto com pandemia da Covid e com o vendaval da última semana. Penso que cada um poder fazer sua parte para reduzir mais danos caso venha uma chuva muito forte”.

Medidas preventivas e auxílio

Nessa sexta-feira (22), o prefeito Marquinhos Trad e a vice-prefeita Adriane Lopes anunciaram o plano de prevenção e contenção traçado para este fim de semana, diante da previsão de chuva forte a partir de hoje à noite, seguindo durante todo o domingo. Logo que as previsões foram anunciadas, a Prefeitura passou a monitorar áreas apontadas como as mais prováveis de sofrerem danos. Além disso, 460 servidores e outros 300 guardas civis foram convocados para garantir atendimento imediato à população, caso necessário.

Apenas da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), são 100 servidores fazendo o trabalho preventivo nas ruas, com o auxílio de máquinas e caminhões. Além das limpezas das ruas, em apoio às equipes da Solurb com as intervenções das bocas de lobo, os trabalhadores estão finalizando a retirada dos materiais acumulados com as podas das árvores que tombaram com o vendaval do dia 15 de outubro.

No total, são mais de 700 servidores que estão de sobreaviso desde ontem, incluindo técnicos de todas as áreas, como habitação, assistência social, Defesa Civil, Guarda Civil Metropolitana, trânsito, entre outros. O horário de atendimento da Central 156 foi ampliado até às 21 horas, com equipe reforçada. Além disso, o telefone da Defesa Civil de Campo Grande, pelo 199, está disponível 24 horas.

Pelo menos 50 servidores da Divisão de Manutenção da Secretaria Municipal de Saúde estão, desde a última quinta-feira (21), percorrendo as 104 unidades para manutenção preventiva como a verificação de calhas e de árvores próximas das unidades que podem oferecer risco de queda.

Além disso, a Agência de Habitação monitora as moradias instaladas nas regiões com previsão de maior incidência de enchentes e alagamentos, colocando equipes de engenharia à disposição para avaliar as estruturas que eventualmente possam sofrer danos. A ideia é antecipar a manutenção na indicação de prováveis danos que possam ocorrer com uma nova tempestade e, assim, evitar que as famílias precisem desocupar suas casas.

Canais de Comunicação disponíveis para a população:

Central de teleatendimento da plataforma Fala Campo Grande**: 156 

Defesa Civil: 199 (24 horas)

SEAS: 98471-8149 /  98404-7529

Amhasf/ Auxílio emergencial: 3314-3900

Quem quiser se cadastrar para receber alertas de tempestades da Defesa Civil de Campo Grande pode informar o Cep da residência por meio do SMS 40199.

**que também pode ser acessada por meio do aplicativo Fala Campo Grande (Android e IOS) e pela internet no endereço eletrônico http://fala.campogrande.ms.gov.br/

Fonte: Prefeitura Municipal de Campo Grande – MS.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário