Polícia britânica revela que Príncipe Charles foi investigado pelo acidente de Diana

Princesa Diana - Foto: Reprodução
Princesa Diana - Foto: Reprodução

Um relatório da investigação sobre o acidente que levou a morte da Princesa Diana foi divulgado pela revista People, trazendo à tona a revelação de que o Príncipe Charles foi investigado pelo fato. A investigação em relação ao Príncipe teria ocorrido em 2005 e fez parte da operação “Paget”, a qual abordava várias teorias sobre o acidente da Princesa Diana.

Segundo informações divulgadas, o que teria dado causa a essa investigação referente a Charles seria a existência de um bilhete que supostamente teria sido escrito por Diana no ano de 1995, o qual continha a seguinte mensagem: “Meu marido está planejando um acidente no meu carro, com falha no freio e sério ferimento na cabeça”.

Um ex-chefe da polícia britânica entrou em contato com o príncipe, a fim de questioná-lo sobre o bilhete, que apenas foi descoberto em 2003. Sobre o tema, ele informou: “Sim, alegações foram feitas sobre o Príncipe de Gales e outros membros da realeza, mas tivemos que encontrar ou examinar as evidências antes de abordá-lo com perguntas formais”.

Em seguida, o ex-chefe da polícia ainda informou que não havia outras evidências que indicassem o envolvimento de Charles no acidente: “Não encontramos nenhuma outra evidência para apoiar o cenário sugerido na nota de Diana. Ficamos com o bilhete, o que por si só não era suficiente para tornar Charles um suspeito formal. Se ele optasse por ajudar a Operação Paget, ele o faria voluntariamente como uma testemunha em potencial. Não o estaríamos entrevistando sob cautela”

Durante a conversa que teve com Charles, ele informa que perguntou a ele os motivos pelos quais o príncipe acreditava que Diana teria escrito o bilhete, porém o mesmo teria negado saber da existência da nota: “Eu nunca soube nada sobre a nota até sua publicação na mídia”.