Pix poderá ser usado para pagar taxa de verificação de cronotacógrafo

Ainda este mês, o Inmetro passará a aceitar o pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU) de verificação subsequente de cronotacógrafos por meio do Pix – ferramenta de pagamento instantâneo criada pelo Banco Central (BC).

Com isso, qualquer usuário de veículo que tenha cronotacógrafo (caminhões, ônibus, vans escolares, veículos de transporte de cargas perigosas, entre outros) poderá pagar pelo serviço e realizá-lo imediatamente, sem precisar aguardar a compensação do boleto bancário para se dirigir aos Postos Autorizados de Cronotacógrafos (PACs), o que levava alguns dias. Como dizem os caminhoneiros, “passar na esteira” ficará mais fácil.

“O grande problema, até então, é que o pagamento da GRU é feito via boleto, que depende da compensação bancária para que seja feita a inserção dos dados manualmente no sistema do Inmetro. Sem essas informações no sistema, os PACs não podem realizar o serviço. A partir do pagamento via PIX essa informação será praticamente instantânea, facilitando a vida dos usuários e dos PAC´s”, explica Eduardo Ribeiro de Oliveira, coordenador do Programa de Cronotacógrafos, acrescentando que este é um projeto piloto para a implantação do meio de pagamento instantâneo para outras áreas do Inmetro.

A emissão da GRU continuará a ser feita pelo site https://cronotacografo.rbmlq.gov.br/grus/emitir_verificacao. Para que ela seja paga via Pix, será apresentado um QR code e o número do código de barras. O usuário poderá apontar o celular e realizar o pagamento via app do seu banco ou copiar o número para o seu internet banking.

O Inmetro disponibiliza o passo a passo do processo por meio do link http://wiki.inmetro.rs.gov.br/index.php/12_-_GRU_(Crono). É importante lembrar que o pagamento da GRU via Pix também será aceito para verificação pós reparo e periódica, realizada a cada dois anos.



Fonte: INMETRO