Pessoa com doença infectocontagiosa deve pedir reaplicação

O participante que apresentar sintomas de doenças infectocontagiosas previstas nos editais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), incluindo suspeitas de covid-19, não deve comparecer ao local de prova no próximo domingo, 28 de novembro. Pessoas que se enquadram nessas condições poderão solicitar a reaplicação por meio da Página do Participante. O prazo começa na próxima segunda-feira, 29 de novembro, e vai até o dia 3 de dezembro. Será necessário anexar documentos que comprovem a condição de saúde.

São doenças infectocontagiosas consideradas como condições para pedir a reaplicação: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e covid-19. Quem não compareceu ao primeiro dia do Enem, no último domingo (21), por apresentar sintomas de algumas destas doenças também poderá pedir para as provas serem reaplicadas.

Documentos – Ao solicitar a reaplicação, é obrigatório inserir documento legível que comprove a doença. Na documentação, deve constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição de saúde, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB. Os interessados deverão verificar se o pedido foi aprovado por meio da Página do Participante.

Reaplicação – O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) reaplicará as provas em 9 e 16 de janeiro de 2022, mesmas datas do exame para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) 2021. Nesses dias, também fazem as provas os participantes que se inscreveram entre 14 e 26 de setembro, após nova oportunidade destinada às pessoas isentas da taxa de inscrição que faltaram ao Enem 2020.

Enem – O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados individuais do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

Acesse a Página do Participante

Confira os editais do Enem 2021

Saiba mais sobre o Enem

 

Assessoria de Comunicação Social do Inep



Fonte: INEP.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário