Paulo Coelho e esposa oferecem ajuda a festival reprovado pela Funarte

Paulo Coelho - Reprodução/Twitter
Paulo Coelho - Reprodução/Twitter

O consagrado escritor Paulo Coelho e sua esposa, Christina Oiticica, se colocaram à disposição para ajudar financeiramente o “Festival do Capão”, um festival de jazz que acontece na Bahia e que não recebeu a aprovação da Funarte em relação à verba que deveria receber da Lei Rouanet.

Através de seu perfil oficial na rede social Twitter, o escrito postou, nesta quarta-feira, dia 14 de julho, uma foto de si mesmo ao lado de sua esposa, Christina. O casal possui uma fundação em conjunto e é através desta que Paulo ofereceu sua ajuda financeira para cobrir os gastos causados pelo referido festival.

No tweet publicado por Paulo, ele pede que os responsáveis pelo festival entrem em contato via mensagem direta: “Fundação Coelho & Oiticica se oferece para cobrir os gastos do Festival do Capão, solicitados via Lei Rouanet (R$ 145,000). Entrem em contato via DM pedindo a alguém que sigo aqui que me transmita. Única condição: que seja antifascista e pela democracia”.

Após a análise do pedido de apoio financeiro ao festival feito pelos responsáveis por este e encaminhado à Funarte – Fundação Nacional de Artes –, esta negou a aprovação da liberação da verba ao festival e citou Deus como argumento, destacando que “o objetivo e finalidade maior de toda música não deveria ser nenhum outro além da glória de Deus e a renovação da alma”.

No mesmo parecer que reprova o pedido feito pelo festival, a Funarte destacou que o evento se posicionou como um “festival antifascista e pela democracia” na própria página do festival, com o objetivo de criar obstáculos à reprovação do pedido de apoio financeiro.