Caixa Tem: dicas para pagar boletos no app

pagar boletos no Caixa Tem

Saiba como quitar suas contas pelo aplicativo do Auxílio Emergencial.

Desde os primeiros meses do começo da pandemia do coronavírus, a população brasileira pôde contar com o app Caixa Tem, que foi criado para que as pessoas pudessem receber o Auxílio Emergencial.

Pelo app o usuário pode conferir o seu extrato, saldo sobre benefícios, realizar saques sem o uso de cartão, colocar créditos em celulares e pagar boletos.

Para pagar contas de diversos tipos pelo aplicativo, o usuário precisa realizar alguns procedimentos muito simples. O método é prático e evita que a pessoa precise ir até uma agencia bancária para realizar a operação.

Como pagar boletos no Caixa Tem

Para quitar as suas contas no aplicativo, basta acessá-lo, fazendo o login pelo celular, na conta do usuário. Para fazer isso, acesse o app e digite o número do CPF e a senha de acesso, cadastrada na Caixa Econômica Federal.

Na primeira tela que surgirá, veja a alternativa “Pagar suas contas” e clique nela. Abrirá uma janela de chat com as opções para ler com a câmera ou para digitar o código de barras da sua conta; selecione uma delas.

pagar boletos no Caixa Tem

O limite para quitar boletos pelo Caixa Tem é de R$1.200 e especificamente para pagar contas, é de R$600.

pagar boletos no Caixa Tem

Para ler a conta com a câmera do celular, aponte para o documento, posicione a linha vermelha sobre o código e aguarde até que o sistema reconheça. Depois que o mecanismo conseguir identificar os códigos, informe o valor que deseja pagar e selecione “Enviar”.

Vai surgir na tela, as informações sobre a conta a ser paga, então, se estiver tudo certo, é só confirmar clicando em “Sim, realizar o pagamento”. Então, digite a senha do app para confirmar.

pagar boletos no Caixa Tem

Depois que a conta for paga, o usuário poderá verificar o comprovante em “Ver comprovante”, caso seja preciso.

Se a câmera do celular não conseguir ler o código de barras, será preciso digitá-lo na opção “Digitar código de barras”.

Por Alan Menezes.