OAB fará ato de desagravo público em repúdio às agressões sofridas por advogado em Goiânia

A OAB Nacional fará um desagravo público em repúdio às
agressões sofridas pelo advogado Orcélio Ferreira Silvério Júnior, na manhã
desta quarta-feira (21), na cidade de Goiânia.  Policiais Militares do Grupamento de
Intervenção Rápida Ostensiva (GIRO) imobilizaram o advogado depois de atacá-lo física
e verbalmente.

A ação dos policiais militares foi divulgada pela imprensa e
o vídeo com as agressões está circulando nas redes sociais. O presidente
nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, falou com indignação sobre os fatos
ocorridos. “Imagens enojantes de agressão (covardia) policial contra advogado
de Goiás. Milicianos que inclusive sabiam que estavam sendo filmados. Imagine o
que fazem sem testemunhas! Iremos acompanhar o caso e confiamos em punição
exemplar. Solidariedade aos colegas goianos”, pontuou.

O procurador nacional de defesa das prerrogativas, Alex
Sarkis, afirmou que o Conselho Federal dará todo o apoio necessário à OAB Goiás
para a apuração e punição dos envolvidos. “Nos solidarizamos com toda advocacia
do Estado de Goiás, em especial o colega vítima de covarde agressão física em
abordagem policial. O Conselho Federal da OAB, através do seu Sistema de
Prerrogativas, prestará todo auxílio necessário a Seccional GO e ao colega
agredido para que persigamos dura e exemplar punição dos policiais envolvidos.
É impensável que tamanha covardia passe impune e para tanto, acompanharemos de
perto as investigações e o desfecho das providências tomadas”, disse Sarkis.

Confira a íntegra da nota de repúdio da OAB-GO 

 



Fonte: Ordem dos Advogados do Brasil