Novo celular dobrável da Google deverá ter câmera de 12MP

Créditos: TecMundo

O próximo celular dobrável da Google, que está previsto para ser lançado no próximo ano, deverá ter uma câmera semelhante à utilizada pelos celulares mais antigos da linha Pixel, também fabricada pela Google.

O novo rumor foi publicado pelo site 9to5Google, um portal de notícias que é reconhecido por compartilhar boatos sobre a Google que acabam sendo verdade, assim como notícias em primeira mão sobre a linha de produtos da empresa.

Os primeiros rumores sobre o novo dispositivo surgiram anteriormente neste ano, quando os aficionados nos produtos da companhia ainda esperavam que o novo celular dobrável fosse lançado antes do final de 2021. No entanto, agora foi relatado que o smartphone, cujo nome parece ter mudado de Passaport para Pipit, embora seja apenas um nome provisório, deverá ser lançado durante 2022.

Conforme relatado pelo site 9to5Google, as informações mais recentes sobre o dispositivo sugerem ele contará com uma câmera de 12,2MP, a qual será a câmera principal do celular. Isso significa que o novo celular não será equipado com a mesma câmara de 50MP que a Google usou nos celulares Pixel 6 e Pixel 6 Pro, seus aparelhos mais recentes.

Ao invés disso, a câmera de 12,2 que supostamente fará parte do próximo dispositivo dobrável da empresa será igual a que a Google usou na criação dos celulares Pixel 3, Pixel 4 e Pixel 5. Sua resolução mais baixa sugere que o dispositivo não será capaz de alcançar a alta qualidade da câmera dos smartphones da linha Pixel 6.

Além da câmera principal, as informações divulgadas sugerem que as outras câmeras que farão parte do celular dobrável da companhia serão mais semelhantes àquelas utilizadas no Pixel 6. Um sensor de 12MP e outras duas câmeras de 8MP também deverão fazer parte do dispositivo, sendo as duas últimas voltadas para o modo de selfie.

O portal de notícias também esclareceu que a razão para que haja duas câmeras para selfie no novo dispositivo é para permitir que selfies sejam tiradas tanto quando o celular está aberto quanto quando se encontra fechado.

O recente Samsung Galaxy Z Fold 3 é um exemplo da mesma situação. O novo celular dobrável lançado pela Samsung tinha uma câmera de 12MP em vez da câmera de 108MP que a empresa utilizou no smartphone Galaxy S21 Ultra, o que indica que a qualidade de câmera dos celulares dobráveis de qualquer companhia de fato sofre uma pequena desvantagem quando comparada às câmeras dos celulares comuns.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário