Nova estufa amplia produção de mudas nativas no Viveiro Municipal

AGRICULTURA

Nova estufa amplia produção de mudas nativas no Viveiro Municipal
20/09/2021 | 18h12





O prefeito Mario Botion entregou na manhã de hoje (20) o novo barracão e estufa do Viveiro Municipal. Com a nova estrutura, será ampliada a produção de mudas nativas no município. Estiveram presentes no evento a vice-prefeita Erika Tank, a secretária de Meio Ambiente e Agricultura Simone Zambuzi e o secretário de Obras e Serviços Públicos Dagoberto Guidi, além do presidente da Câmara Municipal, Sidney Pascotto.

 

O barracão foi reformado com recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente (Fundema) e conta com cozinha e banheiros para uso dos servidores, bem como dois depósitos de insumos e área de trabalho coberta. Já a estufa foi adquirida com recursos da Agência Nacional de Águas (ANA) para o projeto Águas Claras. A estufa tem 750 metros quadrados e conta com ambiente climatizado e irrigação automatizada, além de sombrite para controle da luminosidade.

 

Depois que as sementes se transformam em pequenas mudas, são transferidas para uma área externa onde se desenvolvem até o momento da doação. Esse processo pode levar até seis meses, dependendo da espécie arbórea. As mudas produzidas no Viveiro Municipal são doadas a produtores rurais de Limeira e região para recomposição de áreas de preservação permanente. Também são utilizadas em projetos do município.

 

Botion ressaltou que todo esse trabalho tem como resultado final a preservação dos recursos hídricos do município, beneficiando toda a população. “Quanto mais áreas reflorestadas tivermos, mais conseguimos preservar a água, que é o bem mais precioso nos dias de hoje”, falou.

 

A secretária Simone Zambuzi ressaltou a importância do trabalho desenvolvido no Viveiro Municipal para o município. “A estufa é a principal ferramenta para auxiliar os produtores a reflorestar áreas em suas propriedades”, disse. 

 

ÁGUAS CLARAS

O projeto Águas Claras é um dos principais programas ambientais do município nas últimas décadas e foi desenvolvido pelo Departamento de Extensão Rural, da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura. A iniciativa tem como finalidade ampliar a quantidade e a qualidade das águas do abastecimento de Limeira, por meio da preservação da sub-bacia hidrográfica do Ribeirão Tabajara, que é o principal afluente do Ribeirão Pinhal – uma das fontes de onde é captada água para o abastecimento do município.

 

O recurso para implantação do projeto foi adquirido por meio de convênio com a Agência Nacional de Águas (ANA). O repasse é de R$ 800 mil, com contrapartida do município de R$ 80 mil. Serão plantadas 21 mil mudas em 13 hectares de Área de Preservação Permanente na nascente do ribeirão.

 

Outra etapa importante é o apoio técnico e financeiro para que as pequenas propriedades rurais das proximidades do Ribeirão implementem saneamento, por meio da instalação de 27 fossas biodigestoras.

 

Amanhã (21) serão instaladas mais 10 fossas, totalizando 21 equipamentos em operação. As fossas biodigestoras instaladas utilizam tecnologia desenvolvida pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). A finalidade é promover o tratamento exclusivo do esgoto dos vasos sanitários. O líquido gerado a partir desse processo pode ser utilizado na agricultura como um biofertilizante para aplicação no solo.

Notícias recomendadas para você

Fonte: Prefeitura Municipal de Limeira.
Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.