Nova edição do Exporta Pará abre inscrições para empresas interessadas em exportar

Com o objetivo de promover as atividades do Plano Nacional da Cultura Exportadora no Estado, o evento Exporta Pará está com as inscrições abertas até a próxima segunda-feira (17). O Plano é um programa do Ministério da Economia que possui a coordenação local pelo Governo do Estado do Pará via Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme). As inscrições são direcionadas a empresas paraenses que querem ampliar seus negócios para o mercado internacional.

“Essa é uma forma mais segura e bem-sucedida de entrar no mercado internacional que está cada vez mais competitivo. O empresário pode inscrever sua empresa e receber informações de maturidade da sua atividade com as exigências e peculiaridades do mercado global, entender mais sobre balança comercial, prospecção de mercado e análise de produtos que realmente possuem demanda entre os países”, reforça o Secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado do Pará, José Fernando Gomes Jr.

De acordo com o Diretor de Desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviço (DDICS) da Sedeme, Mauro Barbalho, além das empresas interessadas em exportar, pessoas físicas e profissionais do setor de exportação podem se inscrever para participar do evento como ouvinte. 

“Além do evento online, iniciamos visitas técnicas na sede de muitas empresas para apresentar, por exemplo, a carteira de câmbio do Banpará que é a única carteira que auxilia na exportação e que opera aqui em nosso Estado. Procuramos diversas formas de incentivar nossas empresas e indústrias para ampliar seu mercado e crescer cada vez mais”, ressalta o diretor.

PARCEIROS

Organizado pelo Ministério da Economia e pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) o evento possui como parceiros: Sebrae, Banpará, Correios, Universidade Federal do Pará (UFPA), Centro Internacional de Negócios do Pará da Fiepa (CIN FIEPA), Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), Parque de Ciência e Tecnologia, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Banco do Brasil e Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap). Qualquer empresa pode participar do evento mesmo que ainda não atue no mercado exportador. 

A programação da segunda edição do Exporta Pará irá ocorrer, online, no dia 18 de maio, às 14h30. Após a efetivação da inscrição, os participantes receberão o link para o acompanhamento do evento, que será gratuito. Para garantir a participação na programação é necessário preencher o formulário disponível aqui.

META

A coordenadora de Mercado da Sedeme, Luciana Centeno, explica que o objetivo é auxiliar as empresas no passo a passo para o mercado exportador. Nesta edição, a meta é atender pelo menos 80 empresas paraenses com potencial para o mercado externo. 

“O papel do Governo do Estado, via Sedeme, é unir estes elos entre as instituições parceiras e reunir uma matriz de serviços que podem ser ofertados ao empresariado. No final, todas as empresas participantes irão receber as sugestões de serviços de exportação com a participação efetiva da Federação das Indústrias, a Fiepa”, reforça a coordenadora de mercado.

O Centro Internacional de Negócios do Pará (CIN FIEPA) possui um amplo portfólio de produtos e serviços especialmente criados para negócios internacionais. Segundo a Coordenadora do Centro, Cassandra Lobato, profissionais qualificados e com experiência em comércio exterior prestam assessoria completa para as empresas cadastradas e que foram bem avaliadas após análise dos dados informados no formulário de inscrição.

“Para levar a internacionalização do nosso mercado, a gente precisa saber o nível de maturidade das nossas empresas para exportar. Medir o score de exportação dessas empresas é muito importante. Assim, a gente consegue sugerir soluções para tudo aquilo que precisa melhorar junto com os serviços e soluções ofertados pelos parceiros do evento”, afirma a coordenadora do CIN Fiepa.  

RESULTADOS

Pelo menos seis grandes projetos de exportação paraenses estão sendo acompanhados pelo Ministério da Economia, Sedeme e pelo Centro Internacional de Negócios do Pará, (CIN FIEPA), além dos demais parceiros, com serviços importantes para o engajamento da cultura de exportação. É o caso do analista de exportação, Victor Brandão. Representante da empresa Amazon Polpas, ele conseguiu ampliar as ações da empresa após integrar o Plano Nacional da Cultura Exportadora. Para ele a experiência de participar do evento trouxe uma nova visão para a indústria que começou a se tornar referência no mercado nacional e internacional.

“Em busca de aprimorar os processos e o alto padrão no processamento de polpas, priorizamos a certificação da qualidade de nossos produtos proporcionados pela nossa participação no plano. Hoje, nossa missão é oferecer ao mundo mais saúde e qualidade de vida por meio de nossos produtos típicos da floresta amazônica”, afirma o participante do plano.

Texto: Igor Fonseca (Ascom/Sedeme)



Fonte: Agência Pará de Notícias