NASA testará seu primeiro jato totalmente elétrico no próximo ano

Créditos: Airway

O jato que recebeu o nome de X-57 Maxwell, o primeiro totalmente elétrico criado pela NASA, teve seu primeiro voo agendado para o ano de 2022, segundo a agência espacial, representando um avanço ainda maior no ramo de aeronaves elétricas.

A série de aviões da linha X, criada pela NASA, é projetada justamente com o objetivo de trazer mais avanços no ramo da tecnologia de aeronaves, seja tanto para aquelas utilizadas em voos supersônicos, quanto aeronaves sustentáveis e totalmente elétricas.

O X-57 Maxwell foi projetado especificamente para ajudar a NASA a desenvolver novos padrões de produção para aeronaves elétricas. É a primeira aeronave da linha X da NASA a contar com uma tripulação em mais de duas décadas. Outros aviões da linha X recentemente criados incluem o X-49, que é pilotado de forma remota, além da aeronave supersônica e bastante silenciosa X-59, que também deverá realizar seu primeiro voo em breve.

Os testes de voo do X-57 Maxwell terão como missão testar se é viável a utilização de aeronaves deste modelo, buscando reduzir o uso de combustíveis fósseis para alimentar aeronaves no futuro.

O desenvolvimento do X-57 Maxwell começou há cerca de cinco anos, quando uma equipe de engenheiros da NASA começou a converter aeronave italianada para que ela fosse capaz de funcionar exclusivamente com bateria. Com o sucesso dos testes, a equipe disse que o primeiro voo do X-57 Maxwell ocorrerá até o final de 2022.

Em uma entrevista ao portal de notícias The Verge, o administrador da NASA, Bill Nelson disse que a aeronave está sendo desenvolvida com “o propósito de diminuir nossa dependência de combustíveis fósseis, gerando menos poluição e mantendo o custo dos combustíveis razoável”.

Depois de ser finalizado, o X-57 Maxwell, conforme é possível notar em algumas das imagens conceituas divulgadas pela própria NASA, terá asas mais finas do que as presentes em uma aeronave tradicional. Isso se deve ao fato de que sua projeção terá uma semelhança com as aeronaves eVTOL, isto é, aeronaves elétricas que utilizam energia elétrica para se locomoverem.

Jatos como o X-57 Maxwell, sem dúvidas, representam o futuro da aviação, tendo em vista que muitas empresas, como a companhia Twelve, estão desenvolvendo a tecnologia dos chamados combustíveis sustentáveis, que têm o potencial de fornecer energia às aeronaves existentes e, ao mesmo tempo, reduzir as emissões de gás carbônico, causando menos danos ao meio ambiente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário