Mulheres que jogam Free Fire são a sensação do momento


Além de arrasarem na battle royale, elas criam conteúdo para internet e oferecem verdadeiras aulas sobre o game da Garena.

Atualmente as mulheres estão conquistando vários espaços que antes eram praticamente exclusivos do público masculino. E isso também ocorre no mundo dos jogos eletrônicos, assim como no universo do Free Fire, o battle royale mais famoso do mundo desenvolvido pela Garena.

Elas jogam como os meninos ou até melhores que eles e ainda dão um show de aula sobre o assunto. Confira a seguir, as mulheres que jogam Free Fire e que são um grande sucesso entre os maiores gamers do mundo:

Babi

Essa sem dúvidas é uma das grandes profissionais mulheres que jogam Free Fire. Faz parte de um time muito famoso de eSports, o LOUD e joga a battle royale desde sua versão beta que foi lançada em 2017, época em que Babi deixou seu curso de direito para se tornar uma gamer profissional, se consagrando em 2019.

Babi ainda venceu o Streamers Shondown, que foi o primeiro mundial de Free Fire no modo Squad e isso fez com que se tornasse uma das meninas mais talentosas da modalidade. Além disso, ainda em 2019, seu nome surgiu em 9° lugar na lista do “Youtube Rewind”, como uma das personalidades de maior destaque.

Mulheres que jogam Free Fire

Ingredy Barbi

Ela tem um canal no Youtube e possui mais de 4 milhões de inscritos. Possui inúmeros vídeos publicados sobre o Free Fire, onde cada um chega a acumular mais de 400 mil visualizações cada, onde um deles chegou a bater o recorde de 10 milhões de views.

O conteúdo do canal de Ingredy é atualizado diariamente, onde o seu foco é mostrar novidades relacionadas a battle royale da Garena, como os grandes eventos, promoções e novas skins disponibilizadas. Além disso, a loira também faz desafios e vídeos ensinando suas jogadas, com streamers de segunda a sexta às 18h.

Mulheres que jogam Free Fire

Palominha

O canal do Youtube de Palominha possui mais de 2 milhões de inscritos, para os quais ela publica vídeos exclusivos de Free Fire há cerca de um ano. Seu conteúdo é voltado para desafios, novidades e até mesmo algumas trollagens, que recebem em média 200 mil visualizações cada.

Mulheres que jogam Free Fire

Uma Dani

A Youtuber Danieli também é uma das mulheres que jogam Free Fire e que produz conteúdo sobre o jogo desde 2018, época em que morava no Japão e quando através do Facebook, se consagrou uma profissional, passando a viver do game com suas lives.

Com o dinheiro adquirido através de seu conteúdo, a influencer digital conseguiu voltar para o Brasil e depois disso, continuou a publicar streamers ao vivo em suas páginas de redes sociais, onde possui mais de um milhão de inscritos. Seus vídeos são muito variados, incluindo alguns onde ela conta coma a participação de sua filha.

Mulheres que jogam Free Fire

SOS Debb

Debb possui um canal no Youtube com mais de 2 milhões de inscritos e assim como as outras profissionais, também é uma das mulheres que jogam Free Fire. Publica vídeos novos de terça a domingo às 21h desde o ano de 2019 e costuma falar sobre suas estratégias de jogo, novidades sobre o battle royale da Garena, entre outros assuntos.

Além de ser craque no game, também mostra e comenta sobre bugs, demais hacks do jogo e em determinado vídeo, falou sobre o preconceito que sofre durante as partidas pelo simples fato de ser mulher.

Mulheres que jogam Free Fire

Por Alan Carvalho.

Leia também: Dicas e curiosidades sobre o mapa do Kalahari.

Rushar no Free Fire: saiba o que significa e aprenda segredos valiosos.

Veja outras dicas de games na categoria Games.