Morre de Covid-19 a presidente da OAB Mulher Iguaba Grande, Rafaela Jaworski

A Covid-19 acaba de fazer mais uma vítima na advocacia fluminense: a presidente da OAB Mulher da subseção de Iguaba Grande, Rafaela Kostrzepa Jaworski, de 37 anos de idade. A advogada morreu neste domingo, dia 2, poucos dias após ser diagnosticada e um dia depois de ser intubada. Deixa marido e uma filha de 11 anos.  A OABRJ decretou luto oficial de três dias.

Muito consternada, a presidente da OAB/Iguaba Grande, Margoth Cardoso lamentou a perda de uma colega de militância incansável e liderança fundamental da advocacia local. Foi de Rafaela a iniciativa corajosa de denunciar a prática discriminatória determinada pela juíza do fórum local de medir com régua as saias das advogadas. O caso gerou uma representação da OABRJ à Corregedoria do TJRJ em outubro de 2019. 

A ação extrapolou os limites da cidade da Região dos Lagos, ganhou repercussão na imprensa, inspirou o levante virtual #SuaTogaNaoMedeMinhaRoupa e provocou um intenso debate nacional sobre as afrontas às prerrogativas da advocacia feminina. Antes de assumir a frente da comissão voltada para os direitos da mulher advogada, Rafaela foi presidente da Comissão de Prerrogativas local.

“Estamos dilacerados com a perda da Rafaela. Uma amiga muito fiel, guerreira. Ela teve a coragem de, junto comigo, empreender essa luta contra o abuso no fórum de Iguaba, sempre de cabeça erguida. Lutava por uma sociedade mais justa, era extremamente solidária. É duro demais, essa doença está nos tirando as pessoas mais queridas. Este momento vai nos deixar uma marca tão profunda na sociedade que não haverá forma de abrandar essa dor imensa”. 

Rafaela atuava em escritório próprio em São Pedro d’Aldeia. Era bacharel em Direito e em Relações Internacionais e atuava principalmente no Direito Penal.

Rafaela será cremada em cerimônia restrita à família.

Fonte: OAB-RJ