Ministro da Saúde conhece as instalações do hospital universitário do Governo Federal em São Luís

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA/Ebserh/MEC), recebeu no último sábado, 16, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Acompanhado do senador Roberto Rocha e demais membros do ministério, Queiroga conheceu de perto as instalações do hospital, escutou as demandas sobre novos investimentos, prestou contas e agradeceu pelas aquisições realizadas devido às emendas destinadas por Rocha à instituição, e que foram de grande importância para o enfrentamento da Covid-19. 

O ministro foi recepcionado pelo reitor da UFMA, Natalino Salgado Filho; pela superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages; pelo secretário municipal de Saúde, Joel Nunes; gerentes, chefes de serviço e líderes do hospital. A programação incluiu a visitação das instalações da Unidade de Diagnóstico por Imagem, da Unidade Coronariana e Hemodinâmica, da UTI Cardio e Geral e do Centro de Pesquisas Clínicas (CEPEC).

O ministro da Saúde ressaltou que a constituição de 88 consagrou a saúde e a educação como direitos fundamentais, sendo assim o binômio saúde/educação conjugado da maneira máxima nas universidades. “A Ebserh, que gere hospitais universitários em todo o Brasil, tem provido qualidade e eficiência na gestão. Isso resulta em melhor assistência e na melhor concretude das políticas públicas.  As universidades têm importância fundamental na pesquisa, na graduação, na extensão, na pós-graduação. Sem elas não temos condições de construir, no caso da saúde, o futuro do nosso Sistema Único de Saúde da forma como foi sonhado, para que tenhamos a saúde como um direito de todos e um dever do estado garantido mediante políticas sociais e econômicas”, afirmou Queiroga.

O reitor da UFMA, Natalino Salgado Filho, destacou a honra em receber a visita do Ministro e que tem acompanhado as ações do Governo Federal e do Ministério da Saúde. “São ações que fortalecem. Há muito o que fazer, mas o SUS também saiu dessa crise sanitária fortalecido pelas suas ações e mostrando que é o maior programa de assistência a população de um país no mundo. Não existe nenhum programa da dimensão, da responsabilidade social, de inclusão, como o Sistema Único de Saúde. Quero agradecer sua presença e dizer que reconhecemos seu trabalho e seu esforço para que o Ministério da Saúde continue firme no controle da pandemia e de outras ações de interesse público de saúde do nosso país”, declarou Salgado Filho.

O senador Roberto Rocha, que tem sido parceiro da universidade e do hospital universitário, afirmou que se manterá firme na busca por melhorias na saúde. “Continuarei trabalhando e investindo para garantir que o HU-UFMA continue sendo referência na qualidade e no atendimento digno para todos os maranhenses que necessitam da saúde pública no nosso estado”.

A superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages, agradeceu a parceria e todo o empenho do Ministério da Saúde e aproveitou o momento para reforçar a importância em investimentos em pesquisa. “O momento nos trouxe a possibilidade de fomentar o investimento em pesquisas, além de poder mostrar parte do nosso hospital, seu potencial tecnológico e corpo técnico”, ressaltou a gestora

Sobre a Rede Ebserh 

O HU-UFMA faz parte da Rede Ebserh desde janeiro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. 

Vinculadas a universidades federais, essas unidades hospitalares têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde das regiões em que os hospitais estão inseridos, mas se destacam pela excelência e vocação nos procedimentos de média e alta complexidades.

 

Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações da Ebserh



Fonte: Ministério da Educação.

Leia mais notícias no Defesa – Agência de Notícias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário