Ministra Damares parabeniza o MEC pelo Programa Educação e Família

Por se tratar de um tema pertinente a dois ministérios, a Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), Damares Alves, foi convidada para o lançamento do Programa Educação e Família, na terça-feira (21/09), no Ministério da Educação (MEC). Ela destacou o evento como um dos mais importantes do governo Bolsonaro. “A escola pode ser lugar de proteção e de fortalecimento de vínculos familiares”, declarou a ministra.  

A Diretoria de Formação Docente e Valorização dos Profissionais da Educação, vinculada à Secretaria de Educação Básica, foi a responsável por criar e construir o Programa Educação e Família. A ideia é incentivar as escolas a promoverem encontros e vínculos com as famílias para que ambas atuem diretamente na construção do projeto de vida do estudante.

Pesquisas demonstram que quando a família se mostra interessada pelos assuntos da escola, as notas aumentam e os estudantes têm mais motivação para prosseguir nos estudos. Por isso, o diretor de Formação Docente, Renato Brito, destaca que o impacto desejado do Programa é a melhoria da qualidade da educação brasileira. “É um projeto que começa em um governo, mas tem legitimidade para se tornar de Estado”, defende o diretor.

Para o sucesso do Programa, o coordenador-geral de Formação de Diretores e Técnicos da Educação, José Roberto Junior, tem se reunido constantemente, por meio de webconferência, com secretários estaduais e municipais de educação, além de diretores escolares, para fornecer orientações quanto às ações necessárias. De acordo com José Junior, “queremos um Brasil inteiro pensando na escola, participando da escola e construindo a escola de qualidade para todos”.

O presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), Humberto Gonzaga, elogiou a iniciativa do MEC em promover essa integração entre Educação e família. Ele destacou a importância do Programa Dinheiro Direto na Escola (de transferência de recursos sem intermediação das secretarias estaduais ou municipais) e do Clique Escola, um aplicativo com informações pedagógicas e financeiras de todas as escolas públicas. Ambas as ações estão incluídas no Programa Educação e Família, “Estamos percorrendo o caminho que a nossa educação tanto anseia, com a qualidade que podemos e devemos atingir”, comemorou Humberto.

Já o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Luiz Miguel, afirmou que é fundamental para o trabalho da educação básica esse estreitamento da relação família e escola. Ele lembrou também a importância do Programa nesse contexto de pandemia, “A escola perdeu os muros para ganhar esperança e vida, para continuar existindo. Espero que o programa possa ser universalizado”.

Representando o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e o Distrito Federal, a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, também discursou no Lançamento do Programa Educação e Família. Ela defendeu que “família e escola devem dividir responsabilidades e multiplicar soluções. Nossos alunos, em um futuro próximo, agradecerão”, conclui a secretária.

Para mais informações sobre o Programa, acesse: http://pddeinterativo.mec.gov.br/educacao-e-familia

 

Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações da SEB



Fonte: Ministério da Educação.

Leia mais notícias no Defesa – Agência de Notícias.