LIRAA – Ações de combate ao Aedes aegypti reduzem em 51% índice de infestação do mosquito em Boa Vista

Boa Vista apresenta um quadro favorável de combate a endemias como dengue, zika e chikungunya. Segundo o 3º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti teve redução de 51%, tendo como base de análise o mês de agosto de 2021.  

O estudo aconteceu na capital entre os dias 3 e 11 deste mês, em 8.247 imóveis da capital, com índice de 2,4%, o que representa redução de 51% em relação ao segundo LIRAa, que teve índice de 4,9%.

De acordo com Washington Alves, coordenador de Vigilância e Controle de Doenças Transmitidas por Vetores, o resultado classifica o município de Boa Vista em situação de médio risco para transmissibilidade de dengue, zika e chikungunya.

“O índice de infestação obtido está dentro do esperado, porém não podemos baixar a guarda, pois ainda estamos classificados com médio risco de transmissibilidade para as doenças. As equipes continuam reforçando as ações de educação e saúde em todos os bairros da cidade. O apoio e parceria da população são fundamentais para combater e eliminar o Aedes”, destacou.

No período de janeiro até o momento da coleta dos dados foram notificados em Boa Vista, 362 casos suspeitos de dengue, destes 38 foram confirmados; de zika, 49 notificados e 6 confirmados e de chikungunya foram registrados, 67 casos notificados e 9 confirmados.

O lixo como recipientes plásticos, garrafas, latas, sucatas em ferros velhos ainda é o depósito predominante positivo para o Aedes aegypti, com 44,70%.

Bairros – O estudo apresentou 12 bairros classificados com alto risco (como Operário, Araceli, São Bento, Raiar do Sol, União, entre outros); 27 com médio (Bela Vista, Olímpico, Buritis, São Vicente, outros) e 19 com baixo risco (Airton Rocha, Pricumã, Aeroporto, Jardim Equatorial, Aparecida, outros).

Ações de combate ao Aedes – Nesta semana, as equipes reforçam as ações de combate ao Aedes nos bairros Operário, União, Laura Moreira e Liberdade. Depois seguirão para os demais bairros. A prefeitura solicita que a população contribua e receba os agentes em sua casa.

Fonte: Prefeitura Municipal de Boa Vista.

Leia mais notícias no Portal Defesa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário