Inep tem o quarto portal mais acessado da União

O gov.br/inep, portal institucional do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), foi o quarto mais acessado em julho de 2021, entre os 127 sites já migrados para a plataforma gov.br. O portal do Inep foi responsável por 15,8 milhões de acessos, o que representa 9% do total da plataforma. Além disso, “Enem” foi a palavra-chave mais pesquisada em sites que trouxeram usuários para o gov.br. “Inscrição Enem” também esteve entre as mais pesquisadas.

Os dados são do relatório mensal do portal gov.br, projeto que busca integrar todos os sites da administração federal no gov.br, tornando-o entrada única para as páginas institucionais e os serviços federais. O ranking mais recente revela melhoria de desempenho do sítio eletrônico do Inep. Em junho de 2021, o portal do Instituto foi o sexto mais acessado entre os 126 migrados naquele mês. O portal do Inep estreou na plataforma em 31 de julho de 2020 e completou a migração um ano depois. 

A plataforma gov.br está alinhada às tendências mais recentes de design de experiência e interação do usuário, bem como às práticas atuais de comunicação governamental em ambientes digitais. Em julho, considerando toda a plataforma, 56,7% dos acessos foram feitos por dispositivos mobile e 42,1% por desktop. As mulheres representaram 56,7% do público e os homens, 43,3%. A pesquisa orgânica responde por 49% das origens de acesso. O acesso direto, via gov.br, representa 27,7%, contra 18,8% de links de outros sites e 2,5% de redes sociais. 

TranformaGov – A unificação e a centralização de serviços digitais e canais do Governo Federal fazem parte do Programa de Gestão Estratégica e Transformação do Estado (TransformaGov), conduzido pela Presidência da República, por meio da Secretaria de Modernização do Estado (Seme); do Ministério da Economia, pela Secretaria de Governo Digital; e do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), detentor da plataforma Plone.

 

Assessoria de Comunicação Social do Inep

 



Fonte: INEP.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.