IBGE REÚNE-SE COM O GOVERNO MUNICIPAL PARA INICIAR AS TRATATIVAS PARA A REALIZAÇÃO DO CENSO 2022

IBGE REÚNE-SE COM O GOVERNO MUNICIPAL PARA INICIAR AS TRATATIVAS PARA A REALIZAÇÃO DO CENSO 2022

Foi realizada nesta terça-feira, 23 de novembro, a primeira Reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo Demográfico de 2022 (Repac). O chefe da agência friburguense do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Vinicios Abreu, e o coordenador censitário de subárea, Antônio Carlos Cordeiro Leal Júnior, foram recebidos de manhã no Escritório de Gerenciamento de Convênios e Projetos (EGCP) da Prefeitura de Nova Friburgo, pelo secretário municipal da Casa Civil, Pierre Moraes, para apresentação de detalhes da operação, bem como a antecipação de etapas nas quais o município poderá auxiliar.

A representação do IBGE confirmou a realização do censo majoritariamente entre agosto e outubro de 2022 e que devem ser contratados mais de 200 funcionários temporários, entre mensalistas e recenseadores. O órgão federal também enfatizou a importância do apoio municipal à operação, não apenas emprestando seus canais de comunicação para auxiliar nas campanhas de conscientização populacional a respeito da importância de receber o recenseador e prestar informações precisas, mas também ajudando, se possível, na obtenção de endereços em áreas estratégicas para o estabelecimento temporário de três postos de coleta separados, com vistas a tonar a logística mais rápida e menos custosa.

Os representantes do IBGE também chamaram atenção para alguns desafios de natureza operacional, como na localidade do Barroso, onde o limite territorial entre Nova Friburgo e Bom Jardim se dá através de linha imaginária traçada pelo Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro (Ceperj), sobre uma região onde o número de residências aumentou muito ultimamente. O órgão federal orientou que, para a necessária exatidão da coleta de dados na localidade, deve-se buscar o redimensionamento dessa linha através de ofício ao Ceperj.

O secretário da Casa Civil manifestou total apoio ao IBGE e ao censo demográfico, afirmando tratar-se de uma das prioridades do município para 2022. “Graças à aprovação da Lei Ordinária número 485, de 2018, pela primeira vez Nova Friburgo poderá acessar os dados levantados pelo IBGE para cada bairro, isoladamente. Faremos tudo que estiver ao alcance do governo municipal para apoiar e proteger os esforços de coleta, uma vez que essas informações nos fornecerão um diagnóstico preciso e atualizado a respeito das necessidades de cada localidade, tornando muito mais efetivas as respostas do poder público e carências específicas que até o momento não são devidamente conhecidas ou mensuradas”.

Por fim, Pierre Moraes enfatizou a necessidade de que a população abrace o censo, contribuindo para que os dados coletados reflitam, com a maior proximidade possível, a realidade de cada bairro. “Existe a perspectiva de que a população friburguense já tenha superado a marca de duzentas mil pessoas, e o censo terá condições de responder a essa e muitas outras perguntas. É crucial, portanto, que o recenseador seja recebido em todas as residências, e que as informações sejam prestadas com precisão. Os profissionais do IBGE estarão devidamente identificados, e os dados coletados serão tratados unicamente em caráter estatístico. Responder ao censo aumenta a eficiência administrativa e não gera qualquer prejuízo ou risco ao cidadão”, finalizou Pierre.

Fonte: Prefeitura Municipal de Nova Friburgo.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário