Guarda Ambiental interrompe desmatamento em área de proteção ambiental

Guarda Ambiental interrompe desmatamento em área de proteção ambiental

15 de Jul de 2021 Daniel Macário

Flagrante de construção irregular ocorreu nesta quarta-feira (14/07) durante sobrevoo de rotina nas proximidades da Represa Billings
A Guarda Ambiental de São Bernardo interrompeu nesta quarta-feira (14/07) ação de desmatamento e construção irregular de moradia em área de proteção ambiental, próximo a Represa Billings. Os crimes foram flagrados durante patrulhamento aéreo de rotina realizado pelas equipes da corporação, na região da Vila Jurubatuba. Materiais utilizados na obra, incluindo um trator e uma embarcação foram apreendidos.

Segundo os guardas ambientais, após o patrulhamento aéreo identificar os crimes, profissionais de campo da corporação foram até o local indicado, situado em área de difícil acesso, próximo à Rua Vale Fundo, onde foi constatada a construção irregular em terreno de 270 metros quadrados. Para acessar o local, os agentes fizeram uma trilha de cerca de 300 metros, possivelmente, criada pelos envolvidos na construção.

No local, além dos sinais de desmatamento, foram encontrados diversos materiais de construção, dentre eles um trator, tijolos, areia, vigas, além de uma piscina que estava sendo instalada no local. Uma embarcação também foi apreendida no local. Três pedreiros que executavam a obra estavam durante o flagrante. O profissional responsável pelo grupo foi detido e encaminhado para a Delegacia de Investigação de Infrações e Crimes contra o Meio Ambiente (Dicma), onde prestou depoimento e indicou o possível responsável pela construção.

Durante esta madrugada, equipes da Polícia Científica estiveram no local para analisar vestígios dos crimes cometidos, produzindo provas técnicas para identificação do autor. A Guarda Ambiental, por sua vez, realizará nesta quinta-feira (15/07) a apreensão dos materiais encontrados no local, como também, dará início demolição do imóvel erguido na área.

Para o prefeito Orlando Morando, a ação ágil e eficiente da Guarda Ambiental, com apoio do patrulhamento aéreo, mostra o comprometimento de São Bernardo com a preservação da área de proteção ambiental do município. “Nosso posicionamento é muito claro. É tolerância zero para evitar o avanço das construções irregulares, desmatamento e caça ilegal. Não fosse essa ação rápida da nossa guarda, certamente a ocupação dessa área, que é um território de preservação ambiental, teria aumentado ainda mais, provocando mais desmatamento”, considerou o chefe do Executivo.

PROTEÇÃO AMBIENTAL – Dentro das ações permanentes de preservação da região do pós-balsa, que inclui os bairros Tatetos, Capivari, Santa Cruz, Taquacetuba e Curucutu, área de proteção ambiental localizada às margens da Represa Billings, a Prefeitura de São Bernardo deu início no ano passado ao Programa de Fiscalização e Combate ao Desmatamento e Crimes Contra a Fauna e a Flora. Trata-se de ação conjunta entre as forças de segurança, habitação e meio ambiente para evitar construções e descartes irregulares, supressão de vegetação, caça e pesca predatória no local.

FISCALIZAÇÃO – Paralelo a isso, desde 2017, a Prefeitura de São Bernardo, em ação conjunta com o Ministério Público (MP), adotou política de respeito e preservação ao Meio Ambiente, ampliando as ações de controle às margens da represa. Neste sentido, todo o transporte de materiais para a construção civil com destino ao pós-balsa é submetido à fiscalização.



Fonte: Prefeitura Municipal de São Bernardo do Campo.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.