Governo inicia revitalização dos espaços culturais acreanos

Garantindo o fortalecimento da cultura local, o governo do Acre inicia o processo de reparo e manutenção de espaços artístico-culturais em todo o estado. A previsão é de que os trabalhos se encerrem até dezembro.

O Casarão é um dos espaços culturais que será revitalizado. Foto: Eduardo Rocha

As obras englobam, em Rio Branco, a Galeria Juvenal Antunes, o Cine-Teatro Recreio, a sede da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), a Casa de Leitura Chico Mendes, a Casa dos Povos da Floresta e o Casarão. Em Cruzeiro do Sul, o Memorial José Augusto e o Teatro José de Alencar. Em Porto Acre, a Casa de Memória, e em Xapuri o museu local. Já em Brasileia, o Memorial Wilson Ribeiro e em Feijó a Casa de Leitura.

Algumas das obras de manutenção são complexas, pois tratam-se de locais tombados ou em processo de tombamento, que não podem ter suas características originais alteradas sem prévia autorização pelo Conselho Estadual de Patrimônio Cultural (CEPC). Um exemplo é o Casarão, no centro de Rio Branco, que se tornou patrimônio em 2009.

O processo de intervenção em bens imóveis tombados requer uma série de etapas que devem ser observadas cautelosamente. Todos os projetos para esses espaços devem passar pela avaliação de um conselho deliberativo.

O presidente da FEM, Manoel Pedro Gomes (Correinha), esteve em Cruzeiro do Sul acompanhando de perto os reparos realizados no Memorial José Augusto e no Teatro José de Alencar. “A nossa gestão tem tido uma preocupação especial com a manutenção dos espaços culturais e com a garantia da utilização desses patrimônios pelos fazedores de cultura”, frisa.

Leia também: Governo prepara projeto de reforma da Tentamen

Fonte: Governo do Estado do Acre