Governo do Estado lança nova base cartográfica de área que abrange 70 municípios

A atualização da base cartográfica referente à Região Funcional 1 (RF1), que engloba 70 municípios gaúchos, entre os quais Porto Alegre, foi apresentada pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG). O mapeamento relativo à região da capital foi realizado na escala 1:25.000 (mais detalhada), um aprimoramento em relação ao trabalho anterior, ainda da década de 1970, disponibilizado na escala 1:50.000.

O levantamento traz informações geográficas sobre o território com dados relativos ao relevo, hidrografia, sistema de transportes, energia, estrutura viária e comunicações, entre outras. A base cartográfica digital da RF1 fornece insumos para construção, monitoramento e elaboração de políticas pelo poder público, para avaliação de investimentos pela iniciativa privada e ainda para universidades promoverem o estudo do território.

“A gestão por evidências também passa pelo georreferenciamento e a questão cartográfica é essencial para a elaboração e execução de políticas públicas. Essas bases são fundamentais para a nossa atuação como Secretaria de Planejamento”, disse o titular da SPGG, secretário Claudio Gastal.

Além da apresentação da ferramenta que disponibiliza o material, o Infraestrutura Estadual de Dados Espaciais (Iede), o processo de realização do trabalho e suas possíveis utilizações também foram abordados. A atualização é fruto de parceria entre o Estado e o Exército Brasileiro assinada em 2017. Foram investidos R$ 18,47 milhões, sendo R$ 11,5 milhões por parte do Estado, com recursos do Programa de Apoio à Retomada do Desenvolvimento Econômico e Social do RS (Proredes Bird), com contrapartida de R$ 6,97 milhões do Exército. O Departamento de Planejamento Governamental (Deplan), da SPGG, foi responsável pela execução do trabalho no governo estadual.

Participaram do evento virtual, realizado na tarde da terça-feira (19/10), além do secretário Gastal, o gerente do Projeto Sistema de Geoinformação de Defesa do Ministério da Defesa, coronel Antonio Correia; o chefe da Divisão de Geoinformação no 1º Centro de Geoinformação (1°CGEO), capitão Gabriel Thomé Brochado; e o professor Clódis de Oliveira Andrades Filho, da área de Sensoriamento Remoto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A nova cartografia foi mostrada no encontro pelo subsecretário de Planejamento da SPGG, Antônio Cargnin, e pela servidora Maria do Socorro Barbosa, do Deplan.

Para o trabalho, foram produzidas 174 cartas topográficas da área de abrange 12% do território do Estado. Os produtos cartográficos utilizados estão classificados no Padrão de Exatidão Cartográfica – Produtos Cartográficos Digitais (PEC-PCD) Classe A, o que representa o maior nível de qualidade para esta escala. O controle de qualidade foi feito pelo 1°CGEO.

• Clique aqui e confira o evento completo

• Clique aqui e acesse o portal do Iede

Texto: Vagner Benites/Ascom SPGG
Edição: Marcelo Flach/Secom

Fonte: Governo do Rio Grande do Sul

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário