Governador comemora saldo positivo de empregos em MS apesar da pandemia

Com saldo positivo de 7 mil novas vagas de emprego em fevereiro, Mato Grosso do Sul segue em destaque entre os estados que apesar da crise econômica e pandemia, continua abrindo novas oportunidades de trabalho. O governador Reinaldo Azambuja comemorou os novos dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados).

“A geração de empregos em Mato Grosso do Sul está com saldo e números positivos no Caged. Isto é o fruto do trabalho de todos. Da iniciativa privada e das ações do governo estadual, que sempre em conjunto visam ampliar as vagas de trabalho e assim trazer desenvolvimento ao Estado”, destacou o governador Reinaldo Azambuja.

O governador ressaltou que a geração de empregos sempre foi prioridade e meta da sua gestão, com ações, medidas e programas que pudessem fomentar a abertura de novas vagas de trabalho, para assim contribuir com o aumento de renda da população e crescimento da economia.

Nos dados divulgados pelo Caged, Mato Grosso do Sul registrou 7.054 novos empregos com carteira de trabalho assinada no mês de fevereiro, é mais que o dobro do total de vagas abertas em janeiro (3.609) e mostra uma recuperação da economia sul-mato-grossense, que acumula assim 10.663 novos empregos no ano.

Crescimento de vagas

Das sete mil vagas abertas, o setor com melhor desempenho foi o de Serviços, com 3.233 novas vagas, seguido pelo Comércio com 1.652 novas vagas. Em todos os setores houve resultados positivos. A Indústria gerou 1.086 novos empregos, a Agropecuária 767 e a Construção 663.

O titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruk, destacou que estes “dados positivos” mostram a capacidade do Estado, mesmo diante da pandemia do coronavírus e a queda da atividade econômica em função das restrições.

“No meio da pandemia temos crescimento desta ordem no número de empregos, que sempre foi o nosso foco, principalmente a micros e pequenas empresas. Em fevereiro tivemos a criação de sete mil novos empregos com carteira de trabalho. Extremamente positivo. Estas vagas vieram essencialmente do setor de serviços, já gerando nos dois primeiros meses mais de 10 mil empregos”, explicou o secretário.

Verruck ressaltou que o setor público também contribuiu com os dados positivos, principalmente nas contratações temporárias. “Só na saúde foram mais de 300 vagas, assim como na educação com professores temporários, que para o ano letivo foram mais de 700 vagas”.

O secretário mencionou que em função das restrições impostas pela pandemia, alguns setores como comércio, serviço e turismo foram afetados. “Mesmo assim ainda acreditamos que o saldo é positivo em março, mas temos que ter um olhar especial para estas atividades e trabalhadores”.

Leonardo Rocha, Subcom

Foto da Capa: Chico Ribeiro

Fonte: Governo do Mato Grosso do Sul