Governador Carlesse determina a compra de mais 1,6 milhão de seringas para vacina da Covid

“Já temos condições para iniciarmos a vacinação assim que recebermos os primeiros lotes de vacina do Ministério da Saúde”, afirma o governador Mauro Carlesse, tranquilizando os tocantinenses. Por determinação do governador, o Tocantins já vem trabalhando de forma antecipada nas preparações para a imunização da população contra o novo Coronavírus. O Estado já tem em estoque 466 mil seringas com agulhas para dar início à vacinação; já comprou outras 117.200 unidades, aguardando somente a entrega; e está com processo de compra já licitado e concluído de mais 1.665.957. “Temos todas as condições de iniciar o cronograma de vacinação e teremos tudo para completa-lo, só falta recebermos as vacinas e o cronograma do Governo Federal. Acredito que até fevereiro já estaremos vacinando nossa população”, ressalta o governador Mauro Carlesse. Deixando claro que, de imediato, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) poderá imunizar cerca de 500 mil pessoas, ou seja, um terço da população, com aplicação de duas doses da vacina, logo que seja aprovada, disponibilizadas e com o cronograma de aplicação definido pelo Ministério da Saúde (MS).

Além do processo de compra, em andamento, de mais de 1,6 milhão de seringas, o Governo do Tocantins também aguarda, no decorrer da campanha de vacinação, receber materiais ofertados pelo Ministério da Saúde. As aquisições caminham junto com a elaboração do plano preliminar para operacionalização da vacinação contra a Covid-19 no Estado. Segundo o superintendente em exercício de Vigilância em Saúde, Evesson Farias, “o Governo do Tocantins participou da estratégia do Ministério da Saúde na construção do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 e já está com o Plano Estadual pronto, apenas aguardando definições do Governo Federal com relação a cronograma. Assim que as vacinas forem aprovadas e disponibilizadas, a Secretaria Estadual da Saúde está pronta para distribuir todos os imunizantes para cada um dos municípios tocantinenses, obedecendo as etapas dentro do processo de vacinação”, ressaltou.

Evesson Farias destaca que “assim como saímos na frente, com um Plano de Contingência para minimizar os impactos da pandemia no Tocantins, a SES está pronta para mais uma vez atender aos anseios da população. Apesar de ser impossível prever tudo que vai ocorrer em uma pandemia, nos antecipamos em planejar a estrutura hospitalar necessária, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual e a capacitação de pessoal, o que fez com que o Tocantins termine 2020 sendo o Estado da Federação com o menor número de mortes e de pessoas infectadas pelo novo Coronavírus”.

Grupos prioritários

A ordem e a população definida como prioritária para a vacinação, com base no Plano Nacional de Vacinação, são os trabalhadores da área de saúde; pessoas de 80 anos para cima; pessoas de 75 a 79 anos; pessoas de 70 a 74 anos; pessoas de 65 a 69 anos; pessoas de 60 a 64 anos; população indígena com aldeias em terras demarcadas; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas; grupo com comorbidades (Diabetes mellitus; hipertensão arterial sistêmica grave – de difícil controle e/ou com lesão de órgão alvo); doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; pessoas que receberam transplantes de órgão sólido; anemia falciforme; obesidade grave (IMC≥40); trabalhadores da educação; pessoas com deficiência permanente severa; forças de segurança e salvamento; servidores do sistema de prisional e população privada de liberdade.

Dados epidemiológicos

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Covid-19 no Estado (30/12/2020), atualmente, o Tocantins contabiliza 288.588 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 90.047 casos confirmados. Destes, 80.600 pacientes estão recuperados, 8.215 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.232 pacientes foram a óbito.

 

Edição: Carlos Eller

Fonte: Governo do Estado de Tocantins