Gestão eficaz: exemplos de bons líderes em grandes negócios

Foto: Freepik
Foto: Freepik

Bons líderes buscam uma forma de gestão eficaz para que as questões sejam resolvidas de forma consistente, todos os processos sejam controlados e o negócio se desenvolva por muito tempo.

Para isso, é necessário contratar pessoas experientes e redistribuir com habilidade a quantidade de trabalho, ou seja, delegar autoridade para o desenvolvimento do negócio e o crescimento profissional da equipe.

Mas gerenciar um negócio requer acima de tudo capacidade de liderança. Então como saber se sou um bom líder?

Veja exemplos de bons líderes em grandes negócios

Richard Branson

Richard Branson, diz que o segredo de sua vida agradável (em todos os sentidos) e longa (70 anos) está na capacidade de encontrar pessoas maravilhosas, delegando-lhes o controle quando o próprio bilionário decide as questões de maior prioridade.

Jeff Bezos

Jeff Bezos tem dois tipos de abordagem: tarefas cuja importância pode mudar com o tempo e que são delegadas aos subordinados. E objetivos estratégicos que afetam a missão principal da organização. Esse é assumido pela alta administração.

Para tomar uma decisão, Bezos busca obter pelo menos 70% das informações, considerando que uma decisão errada pode não ser tão dolorosa e o atraso provavelmente custará mais.

Por que Richard Branson e Jeff Bezos são bons líderes?

O propósito é a força motriz do líder, este é o sentido de sua existência. Nada excita tanto o líder quanto a conquista da meta.

O que o líder faz também é importante. Mas a forma de atingir a meta, o negócio em que o líder está engajado, não o preocupa tanto quanto a visão do resultado final.

Antes de tudo, existem dois princípios fundamentais na cabeça do líder: para quê e com quem. Os líderes sabem para onde estão indo e como farão para chegar lá.

O líder não precisa de motivação externa, ele se motiva. Isso vem de sua paixão, orgulho e desejo de se tornar melhor, de fazer seu trabalho melhor do que os outros e de atingir seu objetivo.

Além disso, o líder deve assumir a responsabilidade pelos resultados esperados, tanto positivos quanto negativos.