General Dynamics planeja implantar armas de energia dirigida em seu veículo Stryker

Créditos: Army Times

A companhia General Dynamics pretende usar seus veículos da linha Stryker contra possíveis ataques de drones no futuro e seu mais novo plano envolve a implantação de armas de energia dirigida nos veículos.

Para atingir este objetivo, a General Dynamics fechou um acordo estratégico com a companhia Epirus para implantar tais armas de energia dirigida nos veículos de combate Stryker, conforme um comunicado feito pela empresa à imprensa.

Os veículos de combate Stryker vêm sendo usados pela companhia desde o ano de 2002 e têm passado por constantes modificações de acordo com as novas tecnologias utilizadas em guerra que vão surgindo com o passar do tempo.

Quando foram utilizados no Iraque, esses veículos de combate tiveram que ser protegidos de granadas que eram lançadas por foguete, por exemplo. Por razões como essa, em face de diversos tipos de armas que são desenvolvidos ano após ano, assim como em razão das armas já existentes que sofrem melhorias com o passar do tempo, a General Dynamics também procura adaptar seus veículos da linha Stryker para que fiquem preparados para qualquer situação de conflito que possa surgir.

Por essa razão, à medida que as tecnologias utilizadas em guerra avançam e indicam um possível uso de drones para ataques no futuro, a General Dynamics está buscando implantar uma arma de energia dirigida em seus veículos, a qual, em tese, seria capaz de derrotar drones sem maiores problemas.

Para acelerar o andamento deste projeto, a empresa se associou à Epirus, que possui sua sede em Los Angeles, nos Estados Unidos. A companhia Epirus desenvolveu um sistema chamado Leonidas, capaz de lidar com ameaças simples e avançadas.

De acordo com o site da empresa, este sistema usa uma tecnologia de alta potência controlada por um software. A Epirus também afirmou que este sistema também poderá ser facilmente integrado não apenas aos veículos da linha Stryker, da General Dynamics, mas em qualquer outra plataforma que as Forças Armadas dos Estados Unidos utilizem, podendo ser utilizado para combater ataques coordenados de drones vindos de forças inimigas.

A General Dynamics se manifestou em relação à nova parceria firmada com a Epirus e afirmou que esta colaboração trará inúmeros benefícios às linhas de defesa das Forças Armadas americanas, oferecendo recursos capazes de derrotar tecnologias avançadas utilizadas por inimigos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário