Fiscalização fecha sete estabelecimentos e aplica mais de meio milhão em multas na Capital

A operação da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) abordou 17 pontos comerciais na Capital entre a noite de sábado (18/09) e a madrugada de domingo (19/09). O trabalho resultou em sete estabelecimentos comerciais fechados e R$ 595.550,00 mil em multas aplicadas pelos agentes municipais. As equipes da AIFU dispersaram 1.684 pessoas de aglomerações.

Durante as abordagens, os policiais militares e os integrantes da Prefeitura, Polícia Civil, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros também se depararam com produtos contrabandeados sendo comercializados. Em um local no bairro Botiatuvinha foram apreendidos 78 maços de cigarros, os quais foram entregues à Receita Federal.

AGLOMERAÇÕES – As equipes da AIFU localizaram aglomerações de pessoas irregulares em vários pontos da Capital. No bairro Jardim das Américas, os policiais encontraram cerca de 250 pessoas. O local foi interditado por não controlar o acesso de frequentadores e exceder a capacidade máxima de pessoas. O estabelecimento foi autuado em R$ 150 mil pelo município.

No Uberaba, um bar estava com cerca de 160 pessoas. Os agentes municipais das secretarias do Meio Ambiente e Urbanismo fecharam o local e aplicaram R$ 155 mil em multas por falta de controle de acesso de pessoas e falta de licença ambiental para som. Na Cidade Industrial de Curitiba, uma festa clandestina foi abordada pela AIFU, onde havia cerca de 200 pessoas aglomeradas, sem uso de máscara. O estabelecimento foi fechado e aplicada multa de R$ 200 mil pelo município.

Outras 200 pessoas foram localizadas em uma aglomeração no bairro Bom Retiro, em uma cervejaria.  O estabelecimento foi autuado em R$ 50 mil pelo município por não controlar o distanciamento entre os frequentadores e não respeitar a proibição de pessoas ficarem em pé no local.  A AIFU ainda esteve em um bar no bairro Mercês, onde constatou uma aglomeração de 191 pessoas e aplicou uma multa de R$ 15 mil ao responsável por não evitar pessoas em pé no estabelecimento.

Outra aglomeração em bar foi constatada no bairro Botiatuvinha. Havia cerca de 50 pessoas no local e os agentes do município aplicaram uma multa de R$ 5 mil e o estabelecimento foi fechado por não controlar a aglomeração de pessoas e por não possuir documentação para funcionamento. Por fim, em uma quadra de esportes do bairro Tingui, 250 pessoas foram flagradas consumindo narguilé, sem respeitar o distanciamento social. O local foi autuado em R$ 20 mil pela falta de alvará e falta de certificado de vistoria dos bombeiros.

 

Fonte: Governo do Paraná