Evento divulga resultados preliminares do Censo em Paquetá e nova rodada de testes

População total recenseada em Paquetá foi de 3.612 pessoas – Foto: Edu Kapps/Prefeitura do Rio de Janeiro

Dezenas de balões brancos ganharam os céus da Ilha de Paquetá, no Rio, no último sábado (16), marcando o encerramento dos testes para o Censo 2022 realizados naquele bairro. A cerimônia ao ar livre contou com a presença do presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto, e do secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, além de funcionários do IBGE, entre diretores, coordenadores e recenseadores.

Foram divulgados dados preliminares sobre o teste de recenseamento da Ilha, cuja coleta domiciliar foi realizada entre 6 e 24 de setembro. Paquetá foi escolhida porque mais de 85% da sua população já estava imunizada com as duas doses da vacina contra a Covid-19. A apresentação dos números ocorreu no Parque Darke de Mattos, com ampla cobertura da imprensa.

A população total recenseada foi de 3.612 pessoas: 46,4% do sexo masculino e 53,6% do sexo feminino. Dos 1.552 domicílios particulares permanentes ocupados, 96,3% receberam o recenseador presencialmente, enquanto 0,9% optaram pela internet e outros 0,9% por telefone. Para outros 2% dos domicílios, não foi possível realizar a entrevista, seja por dificuldades em encontrar os informantes (0,8%) ou por recusas explícitas (1,2%).

“Cumprimos aqui uma importante etapa da operação censitária. Com apoio dos parceiros e dos moradores, realizamos com sucesso os testes necessários para o Censo Demográfico do ano que vem”, informou o presidente Rios Neto. À mesa, também estavam presentes o chefe da Unidade Estadual (UE) do IBGE no Rio de Janeiro, José Francisco Teixeira Carvalho, o subprefeito das ilhas, Rodrigo Toledo, e o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. Na plateia, em meio a moradores e visitantes da Ilha, estavam ainda o chefe da UE do Paraná, Sinval Dias dos Santos, além do gerente técnico do projeto do Censo Demográfico, Luciano Duarte, da coordenadora Operacional dos Censos, Maria Vilma Salles Garcia, e toda a Diretoria do IBGE.

Eduardo Rios Neto, presidente do IBGE, comenta sucesso da operação em Paquetá Foto: Edu Kapps/Prefeitura RJ

Secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, destaca trabalho de pesquisa do IBGE Foto: Edu Kapps/Prefeitura do RJ

Presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto, recebe das mãos do secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, placa em agradecimento aos serviços do Instituto Foto: Edu Kapps/Prefeitura do RJ

Daniel Soranz, secretário municipal de Saúde do Rio, e Eduardo Rios Neto, presidente do IBGE, observam mapas com resultados do teste em Paquetá Foto: Edu Kapps/Prefeitura do RJ

Entrada da sala onde foi instalado o Posto de Coleta de Dados do IBGE em Paquetá, dentro da Unidade Integrada de Saúde Manoel Arthur Villaboim Foto: Edu Kapps/Prefeitura do RJ

Assinatura de convênio entre a secretaria municipal de Saúde do Rio e o IBGE, na presença do diretor de Pesquisas do Instituto, Cimar Azeredo, e do assessor da Secretaria Municipal de Saúde, Luis Felipe Pinto Foto: Edu Kapps/Prefeitura do RJ

Funcionários do IBGE soltam balões no Parque Darke de Mattos, no encerramento do teste em Paquetá Foto: Cal Guimarães/Agência IBGE Notícias

Parte da equipe de funcionários, diretores e gerentes do IBGE e da Secretaria municipal de Saúde do Rio, que contribuíram para a realização da operação censitária na ilha Foto: Cal Guimarães/Agência IBGE Notícias

Cimar Azeredo, diretor de Pesquisas do IBGE, gravando entrevista
Foto: Cal Guimarães/Agência IBGE Notícias

 Eduardo Rios Neto, presidente do IBGE, em entrevista ao vivo Foto: Cal Guimarães/Agência IBGE Notícias


O secretário Soranz foi homenageado pelo IBGE com uma placa na qual o Instituto agradece a parceria da Prefeitura do Rio na operação em Paquetá. Da mesma forma, o secretário de saúde entregou a Rios Neto uma placa comemorativa e, em discurso, ressaltou “a lisura e a competência históricas do IBGE na realização de pesquisas demográficas fundamentais para a tomada de decisões no setor público”. O evento contou também com apoio de Luis Felipe Pinto, assessor da Secretaria Municipal de Saúde, que atuou de forma efetiva na construção do teste de Paquetá.

Cabe ressaltar que os resultados apresentados são de natureza preliminar, uma vez que os processos de coleta e tratamento de dados ainda serão exaustivamente ajustados. O IBGE continuará trabalhando para concluir todo o processo necessário para a divulgação dos resultados finais como Estatística Experimental, ou seja, cujos resultados são avaliados para verificar a necessidade de melhorias técnicas e metodológicas a serem implementadas na operação definitiva.

Novos testes a caminho, nas 27 Unidades da Federação

A partir do dia 4 de novembro, o IBGE fará novos testes, em maior escala, nos 26 estados e no Distrito Federal. Todas as UEs já estão em fase final dos preparativos para as operações-teste em cada localidade escolhida. Haverá coleta tanto em bairros de capitais – como em Belo Horizonte, Macapá ou Salvador – quanto em localidades mais afastadas – como a comunidade ribeirinha de Novo Remanso, a 200 km de Manaus, ou o município de Tigrinhos, a nove horas de carro de Florianópolis.

No estado do Rio, o município de Engenheiro Paulo de Frontin receberá os recenseadores. Também serão visitados aglomerados subnormais e domicílios improvisados em Nova Iguaçu (RJ) e em territórios indígenas e quilombolas em Angra dos Reis (RJ) e Paraty (RJ).

Os eventos-teste colocarão à prova, em campo, os sistemas e equipamentos que serão utilizados no Censo do ano que vem, como os Dispositivos Móveis de Coleta (DMC), semelhantes a um smartphone, que guardam os questionários eletrônicos.

Fonte: IBGE

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário