Empresa americana desenvolve traje a jato para paramédicos

Créditos: Extra Online

Um serviço de ambulância aérea testou o uso de um paramédico usando um traje a jato para alcançar caminhantes feridos

Um serviço de helicópteros utilizados para o resgate de pessoas, chamado Great North Air Ambulance Service, ou simplesmente GNAAS, fez uma parceria recente com a empresa Gravity Industries, com a missão de realizar testes para um novo sistema de traje a jato que poderá ser utilizado por paramédicos.

Os testes foram conduzidos no local em que se encontra uma área a partir da qual são realizadas inúmeras ligações de emergências todos os meses, segundo a GNAAS.

O paramédico que participou do teste percorreu uma distância que levaria cerca de 25 minutos a pé em cerca de apenas 90 segundos com a ajuda do traje a jato.

“O potencial do traje é enorme”, disse o paramédico e diretor de operações da GNAAS, Andy Mawson. Segundo ele, “um traje a jato vai salvar vidas e aliviar o sofrimento de muitas pessoas”.

A companhia Gravity Industries foi criada em março de 2017, tendo Richard Browning como seu fundador e responsável por ser o pilote de testes da empresa. Após um ano e meio desde sua criação, a empresa realizou mais de 90 voos de teste em cerca de 30 países e participou de inúmeros eventos.

Agora, a empresa decidiu investir em uma nova área para seu traje a jato, sua maior invenção. O produto passará a ser destinado a um novo tipo de comércio, sendo testado para o uso médico, auxiliando profissionais da saúde.

A ideia para esta parceria surgiu através dos próprios executivos da GNAAS, que entraram em contato com a Gravity Industries há cerca de nove meses. Um voo de teste para testar a viabilidade do traje a jato quando utilizado por paramédicos em missões de resgate foi conduzido em uma região do Reino Unido, com o objetivo de conferir quais são as possibilidades de um paramédico treinado ser capaz de utilizar um traje a jato.

De acordo com a Gravity Industries, o local do teste do traje a jato foi próximo à área onde são efetuadas dezenas de ligações pedindo por resgate todos os meses.

Durante o teste, o paramédico que participou da missão simulou uma situação de emergência, voando a partir de um vale localizado na região até a local em que a suposta vítima teria se acidentado. A caminhada até o local da falsa vítima teria levado cerca de 25 minutos, mas em vez disso, o traje a jato permitiu que a distância fosse percorrida em um tempo recorde de apenas 90 segundos.

Com o sucesso do teste organizado pelas companhias, a GNAAS e a Gravity Industries agora começarão a explorar as próximas etapas desta parceria, em busca de tornar possível o uso destes trajes pelos paramédicos da organização.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário