Em Mossoró (RN), TG comemora seu 111º aniversário de existência

Crédito: Atrd Batista

Mossoró (RN) – No dia 7 de novembro, o Tiro de Guerra 07-010 (TG 07-010) comemorou o seu 111º ano de existência na cidade de Mossoró. Um dos mais antigos Tiros de Guerra em atividade, teve sua origem no dia 7 de novembro de 1909, durante uma reunião nas dependências do Colégio Diocesano Santa Luzia de Mossoró. Naquela ocasião, um grande número de cavalheiros da sociedade mossoroense, chefiados por um oficial da Guarda Nacional (Polícia Militar) aprovaram os fundamentos de um clube com fins militares, que se denominaria “Sociedade Brasileira do Tiro Mossoroense”, sendo essa a semente do Tiro de Guerra de Mossoró, um marco na história do civismo do povo da Terra de Santa Luzia.

No dia 15 de novembro daquele ano, entre festas e aclamações do povo e da mocidade, teve início as atividades sociais da Sociedade Brasileira do Tiro Mossoroense, reunindo inicialmente 81 associados. Ao longo do tempo o Tiro de Guerra passou por várias denominações: Em 1909, na sua fundação, recebeu o nome de Sociedade Brasileira do Tiro Mossoroense; Em 1910, Tiro de Guerra Nr 42; Em 1945, Tiro de Guerra 188; e, em 1979, recebeu a atual denominação, Tiro de Guerra 07-010, que permanece até os dias atuais.

Ao longo de sua existência já capacitou mais de 11.000 atiradores, que além de suas atividades cotidianas no TG, tem atuação destacada também na comunidade local, participando de diversas atividades complementares em conjunto com a prefeitura municipal, tais como: ações de defesa civil; campanhas de combate as arboviroses; participação em horas cívicas nas escolas do município e eventos dos mais diversos.

O Tiro de Guerra 07-010 completa 111 anos de existência marcados por uma longa trajetória de integração e trabalho em prol da comunidade mossoroense, possibilitando a prestação do Serviço Militar Inicial, contribuindo para que os jovens permaneçam no município desenvolvendo suas atividades laborais e estudantis, formando atiradores capazes de contribuir para o desenvolvimento do município e serem difusores dos valores da nacionalidade, o sentimento das obrigações para com a Pátria e a compreensão das instituições básicas que regem a sociedade, tais como: governo, família, igreja e Forças Armadas, assim como desenvolver também os atributos de lealdade, responsabilidade e camaradagem no desempenho das atividades como cidadão e atirador, se tornando uma escola de civismo, cidadania e patriotismo.


Fonte: Exército Brasileiro