Dynasty Warriors 9: Empires será lançado no Ocidente

Créditos: Koei Tecmo

Dynasty Warriors 9: Empires enfim ganhou uma data de lançamento oficial nos países do Ocidente. O jogo será lançado para PlayStation 5, Xbox Series, PlayStation 4, Xbox One, PC e Nintendo Switch em 25 de fevereiro de 2022, o que foi anunciado pela editora Koei Tecmo e pela desenvolvedora Omega Force. No Japão, Dynasty Warriors 9: Empires já havia sido anunciado para o dia 23 de dezembro de 2021.

O anúncio também informou que a versão do jogo para PlayStation 5 será um lançamento apenas digital, mas os usuários que adquirirem a versão física de Dynasty Warriors 9: Empires para PlayStation 4 já receberão uma atualização gratuita para a versão de PlayStation 5.

O jogo combinará muita ação com a presença de elementos táticos, colocando os jogadores em uma missão para conquistar a China antiga. Um bom uso das estratégias e um grande domínio do combate é o que este lançamento exigirá de seus jogadores.

As batalhas mudaram drasticamente em relação aos jogos anteriores da franquia, mas isso não é uma razão para se preocupar, pois as mudanças chegaram para trazer melhorias ao jogo. Com o uso de um novo recurso chamado “Storming the Castle”, as áreas ao redor dos castelos agora serão transformadas em campos de batalha e os jogadores lutarão para assumir o controle do castelo.

Os jogadores também poderão utilizar o modo de “Batalhas de Cerco com Tropas” para invadir a base inimiga, aproveitando para dar instruções às suas tropas durante a batalha.

Para conquistar a vitória, os jogadores deverão quebrar o portão do castelo inimigo para assumir seu controle, chegando a uma batalha final que exigirá todas as habilidades dos usuários.

Outro elemento que terá grande influência na batalha serão os “Planos Secretos”. Os “Planos Secretos” selecionados na fase de preparação para a batalha receberam uma mudança em relação aos jogos anteriores e, a partir de agora, serão ativados como missões durante as batalhas.

Dessa maneira, cada “Plano Secreto” terá suas próprias condições estabelecida para o sucesso ou o fracasso da missão. Se as condições definidas para cada “Plano Secreto” forem atendidas, alguns efeitos serão ativados sobre as tropas aliadas, trazendo benefícios para as batalhas.

Além do sistema de batalhas, a intriga política também terá um papel importante no desenvolvimento da história do jogo. O jogador possuirá a missão final de unificar a China e, para isso, também poderá realizar uma variedade de comandos militares, assim como econômicos e diplomáticos, dependendo do modo como escolhe jogar e conquistar seu objetivo.