Dia Mundial de Limpeza: seis toneladas de lixo da orla são retiradas da orla

André Sobral

Mergulhadores voluntários participam de ação no Dia Mundial da Limpeza, em Vitória (Ampliar imagem)

André Sobral

Dia Mundial da Limpeza

Prainha de Santo Antônio recebeu a abertura dos trabalhos neste sábado (Ampliar imagem)

Na areia, na restinga, na orla e até debaixo d’água. Neste sábado (15), Dia Mundial da Limpeza, cerca de 250 crianças, jovens e adultos se concentraram em diferentes pontos da cidade para participar da ação de recolhimento de resíduos promovida pela Prefeitura de Vitória. Pela primeira vez, a programação principal foi realizada na Prainha de Santo Antônio. Outra novidade foi a coleta de lixo submerso, realizada por 23 mergulhadores voluntários na região da Praia do Canto e Curva da Jurema.

Ao todo, somando os resultados dos mutirões realizados ainda em Camburi, no manguezal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em Jesus de Nazareth, na Enseada do Suá e na Ilha do Frade, foram recolhidas seis toneladas de lixo da orla da capital.

O prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, interagiu com educadores ambientais, artistas e participantes.

“É um momento importante para gerarmos uma conscientização coletiva sobre a necessidade de ter e manter a cidade limpa, valorizando o desenvolvimento sustentável. Vitória tem o maior manguezal urbano da América Latina, fizemos essa ação de limpeza com o objetivo de evitar o descarte inadequado de material com ações educativas, porque isso vai gerando uma consciência geral nas pessoas. Limpar, educar e preparar uma geração mais consciente de suas ações e do nosso impacto na cidade onde vivemos. O meio ambiente preservado representa vida e esperança de dias melhores para toda sociedade”, destacou.

Movimento mundial

O World Cleanup Day (Dia Mundial da Limpeza) é um movimento para limpar o planeta que une 180 países e milhões de pessoas em todo o mundo. Em Vitória, a Prefeitura de Vitória, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da Central de Serviços, promoveu as ações de recolhimento de resíduos e sensibilização ambiental em parceria com lideranças comunitárias e organizações ambientais.

“O mutirão de limpeza é mais uma forma de chamar a atenção dos moradores para a necessidade de adotar hábitos para preservação da vida marinha, de combater o descarte irregular de materiais em nossas praias e manguezal”, disse o secretário municipal de Meio Ambiente, Tarcísio Föeger.

“Essa conscientização ambiental da sociedade é muito importante para entender que cada um deve ser responsável pelo resíduo que gera e não descartar de forma irregular. Acreditamos que cada cidadão deve ser um agente da sustentabilidade”, ressaltou o subsecretário de Serviços Urbanos Leandro Moulin.

Cidade limpa

Cidade mais limpa é aquela que as pessoas menos sujam. De acordo com o secretário Tarcísio Föeger, uma cidade com cidadãos conscientes diminui também o risco de danos ao meio ambiente. “Tudo o que sujamos na cidade vai parar no manguezal ou no fundo do mar”, alertou.

Ao todo, 63 profissionais da limpeza pública estiveram empenhados na ação. Simone Campos Gaudino, presidente do Movimento Comunitário de Santo Antônio, agradeceu ao prefeito por abrir os trabalhos deste sábado na prainha do bairro.

“É muito importante ter o início das ações desse dia em Santo Antônio. Temos uma parte do manguezal, uma orla e temos a necessidade de conservação do entorno. A presença dessa ação hoje, aqui, ajuda a reforça a ação do meio ambiente. Temos mangue e maré, que são berçários de várias espécies. O trabalho de conscientização é de longo prazo”, disse.

André Sobral

Dia Mundial da Limpeza

Equipes das secretaria Central de Serviços e Meio Ambiente estiveram em diversos pontos da cidade (Ampliar imagem)

André Sobral

Dia Mundial da Limpeza

Área de manguezal de Vitória, o maior manguezal urbano da América Latina, recebe ação de limpeza (Ampliar imagem)

Fonte: Prefeitura Municipal de Vitória.

Leia mais notícias em Defesa – Agência de Notícias.