CSF vai debater economia colaborativa como instrumento de inclusão produtiva

A Comissão Senado do Futuro (CSF) vai promover uma audiência pública, nesta sexta-feira (22), às 10h, para debater as novas modalidades da economia colaborativa como instrumento de inclusão produtiva. O debate é uma sugestão do senador Izalci Lucas (PSDB-DF), presidente da Comissão.

Conforme explicou Izalci em seu requerimento, a economia colaborativa compreende uma ampla gama de modelos de negócios relacionados a hábitos de consumo mais sustentáveis e benéficos para a sociedade, promovendo o compartilhamento, a permuta e a cooperação entre produtores, comerciantes, prestadores de serviços e consumidores.

Izalci destacou uma pesquisa que aponta que a economia colaborativa tem grande apoio social, atingindo 98% do público entrevistado. Essa atividade representa, segundo o senador, uma excelente alternativa para desencadear transformações sociais por meio da inclusão produtiva e da mudança de paradigmas econômicos que apresentam esgotamento, em função da limitação dos recursos disponíveis no planeta.

 Convidados

 Para a audiência, estão convidados o gerente da Assessoria de Gestão Estratégica do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Distrito Federal, Jorge Adriano Soares da Silva, e a presidente da Federação Habitacional do Sol Nascente (Fehsolna), Edilamar Souza. O empreendedor Rafael Barbosa, sócio-fundador da empresa XporY.com também está entre os convidados para o debate, que ainda deve contar um representante do Sebrae nacional.

A audiência será realizada no Plenário 13 da Ala Senador Alexandre Costa, de forma semipresencial e interativa, com a possibilidade de participação popular. Dúvidas, críticas e sugestões poderão ser enviadas à comissão por meio do portal e-Cidadania.

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e‑Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal.

Leia mais notícias no Defesa – Agência de Notícias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário