Corregedor Geral do Rio de Janeiro diz haver a necessidade para 300 vagas imediatas no TJRJ

O desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, que atualmente ocupa a função de Corregedor Geral de Justiça no Rio de Janeiro, afirmou haver a necessidade de ocupação de 300 vagas imediatas no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Segundo ele, o preenchimento das vagas tem caráter urgente, devido ao déficit presente no quadro de servidores.

O comunicado foi dado nesta quinta-feira, dia 8 de julho, em uma reunião realizada com o Sindijustiça – Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Rio de Janeiro. Na nota publicada pelo próprio sindicato, foi esclarecido que determinado tema também é de interesse da Presidência e cabe a ela: “O assunto depende também da Presidência. Estaremos na Presidência na próxima semana para tratar também deste tema”.

O edital para o concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro havia sido suspenso durante o mês de abril do ano passado, após o início da pandemia em solo brasileiro, no entanto, deverá ser retomado em um futuro próximo, até mesmo há havendo confirmação de reabertura das inscrições para o certame.

Durante uma reunião com o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, foi manifestada a intenção do presidente do Tribunal em retomar o concurso, enquanto o próprio sindicato ressaltou a necessidade de novos servidores no quadro de funcionários, tendo em vista que determinadas serventias se encontram em situações difíceis e caóticas.

O edital do referido concurso já havia sido publicado e, através dele, era possível constatar a disponibilização de 160 vagas destinados aos cargos de Analista Judiciário – cargo de nível superior – e Técnico Judiciário – cargo de nível médio. A distribuição do número de vagas acima disposto foi da seguinte maneira: 75 vagas destinadas ao cargo de Analista Judiciário e as 85 restantes voltadas ao cargo de Técnico Judiciário. Além das 160 vagas mencionadas, haverá a formação de vagas para cadastro de reserva.

A banca responsável por organizar o certame é o Cebraspe e a taxa de inscrição a ser paga era de R$80,00 (oitenta reais) para os candidatos que visassem o cargo de Técnico Judiciário, ao passo que os candidatos interessados no cargo de Analista Judiciário deveriam realizar o pagamento de uma taxa de R$100,00 (cem reais).

A remuneração inicial para o cargo de Analista Judiciário é de R$6.373,89 (seis mil, trezentos e setenta e três reais e oitenta e nove centavos), enquanto os candidatos que tomarem posse do cargo de Técnico Judiciário passarão a receber um salário inicial de R$3.870,06 (três mil, oitocentos e setenta reais e seis centavos). A carga horário a ser cumprida pelos servidores que exercerem as funções em ambos os cargos será de um total de 40 horas por semana.