Conheça a tecnologia que pode tornar possível a criação de elevadores espaciais

Créditos: Revista Galileu

Graças aos recentes avanços na ciência, os elevadores espaciais tornaram-se finalmente possíveis. Para aqueles que ainda não estão familiarizados com o conceito de elevadores espaciais, conforme explicado por Jeff Bezos, eles poderiam permitir que a humanidade construísse uma espécie de estrada para o espaço.

Além disso, por ser uma ideia bastante avançada, os cientistas seguiram em busca de meios que tornassem possível a criação do conceito de uma estrutura desse tipo, ainda que seus recursos ainda não sejam fáceis de se obter, representando um grande desafio para todas as equipes de pesquisadores que se dedicam a este tema.

O custo da criação de um elevador espacial, em termos de dinheiro, recursos e tempo seria considerável, assim como os desafios de engenharia e logística envolvidos. Mas pelo preço único de criar esta megaestrutura, a humanidade seria capaz de gerar energia solar em todo o espaço.

Os potenciais benefícios de um elevador espacial são inúmeros e realmente impactantes. De acordo com um estudo conduzido pela Universidade do Colorado, o custo do envio de cargas para o espaço usando um elevador espacial pode ser tão baixo quanto 250 dólares por quilograma, o que equivale a cerca de 1.500 reais. Esse valor é aproximadamente de cinco a dez vezes mais barato do que custa hoje enviar cargas e tripulações ao espaço, tendo em vista que isso ocorre através do uso de foguetes ​​modernos.

Muitos estudos foram realizados e, até o momento, poucas tentativas de criação de um elevador espacial foram feitas. No entanto, houve um desenvolvimento considerável ​​nos últimos anos, que chamam a atenção.

A arquitetura atualmente imaginada pelas equipes de pesquisadores que se aprofundam neste tema é chamada de Porto Galáctico e vai além da criação de um único elevador espacial. Segundo os cientistas que estão projetando a estrutura que pode vir a ser um elevador espacial no futuro, o plano é criar um grupo de seis elevadores construídos em pares em três locais ao redor do planeta.

A criação desta estrutura incluiria a instalação de dois elevadores no Oceano Atlântico, no Oceano Índico e no Oceano Pacífico. Essa arquitetura também envolveria o uso de foguetes e outros elevadores espaciais para criar uma infraestrutura capaz de viabilizar o transporte espacial, o que, por sua vez, permitiria viagens interplanetárias, as quais são projetadas pelos cientistas para ocorrerem já na segunda metade deste século, caso os estudos sobre o tema continuem a render diversos resultados.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário