Companhia americana Bell revela novas aeronaves elétricas de alta velocidade

Créditos: Revista Força Aérea

Além das novas aeronaves elétricas, também chamadas de VTOL, a companhia americana de aviação Bell resolveu trazer mais uma inovação para este setor de veículos aéreos. Segundo seu mais novo anúncio, seu próximo projeto será ligado às chamadas aeronaves elétricas de alta velocidade, ou simplesmente HSVTOL.

Este se trata de um conceito muito novo no ramo da aviação e as aeronaves criadas pela Bell serão algumas das primeiras a serem desenvolvidas.

A empresa revelou que a principal diferença entre as aeronaves VTOL e HSVTOL é que, após a decolagem, as novas aeronaves utilizam um novo componente para atingir velocidades semelhantes àquelas atingidas por uma aeronave de caça, enquanto a chamada VTOL é limitada em alcance pela tecnologia das baterias que utiliza.

Até o momento, as aeronaves apresentadas pela Bell não passam de um conceito, tendo em vista que a empresa ainda não passou a trabalhar, de fato, na construção dos modelos, no entanto, conforme pôde ser visto em sua apresentação oficial, serão vários modelos, os quais apresentarão uma variação em seus tamanhos e pesos, indo de 1.814 kg a 45.360 kg.

O projeto HSVTOL da Bell foi inspirado em uma outra aeronave da companhia, a chamada V-22 Osprey, que foi desenvolvida em colaboração com a Boeing. Seu desempenho, assim como a tecnologia utilizada nela são tão impressionantes que a mesma aeronave também serviu de inspiração para veículos aéreos de outras empresas recentemente.

Em seu anúncio oficial, a Bell afirmou que suas aeronaves HSVTOL poderão atingir velocidades de até 740 km/h e, embora ainda não tenha informado nenhum valor relacionado ao percurso que a aeronave será capaz de atingir, é esperado que ela não decepcione nesse quesito.

A empresa de veículos aéreos também afirmou que a nova aeronave fornecerá um desempenho aprimorado em relação às demais aeronaves da companhia, contando com novas tecnologias e podendo até mesmo ser utilizada para missões militares no futuro.

Esta última finalidade mencionada pela Bell se dá porque a companhia está desenvolvendo começou a desenvolver os conceitos das novas aeronaves HSVTOL como parte de um programa da Força Aérea dos Estados Unidos, que planeja trazer inovações para as aeronaves militares atualmente utilizadas.

A proposta da empresa foi indicada para ser uma das 35 finalistas desse programa, que fornecerá recursos para desenvolver ainda mais esse modelo de aeronaves.

Segundo Jason Hurst, vice-presidente do setor de inovação da Bell, a nova criação representa o futuro da aviação, sendo uma das mudanças mais radicais da empresa nos últimos tempos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário