Comissão da Seleção Feminina Sub-17 acompanha rotina da equipe de Pia Sundhage

Preparadora de goleiras Marisa Wahlbrink, a Maravilha, e o analista de desempenho Felipe Soares reforçam o período de preparação da Seleção Feminina Principal na Granja Comary.

Um dos objetivos da CBF é o trabalho integrado das comissões técnicas das Seleções Brasileiras Femininas. O intuito é integrar as metodologias e as estratégias entre as categorias Principal, Sub-20 e Sub-17. Visando o desenvolvendo das atletas e, consequentemente, da modalidade, os profissionais têm trabalhado constantemente em conjunto. Durante o período de preparação na Granja Comary, em Teresópolis, a análise de desempenho e a preparação de goleiras ganharam reforços com a presença de profissionais da base.

Neste período, a preparadora de goleiras Marisa Wahlbrink, a Maravilha, e o analista de desempenho Felipe Soares reforçam o trabalho de Thiago Mehl, preparador de goleiras, e Ricardo Pombo, analista da principal, respectivamente. Além da troca de pontos de vistas diferentes, os profissionais estão inseridos na rotina que da equipe adulta. 

“Está sendo uma experiência encantadora, porque essa troca de conhecimento já mudou bastante a minha relação aos treinamentos de goleiras na base. É uma oportunidade de renovar e aprofundar esse tipo de conhecimento, e procurar ser mais acertava com as meninas da base. É importante essa formação com elas para que possam ter uma sequência e uma evolução qualitativa. Está sendo fantástico!”, conta Maravilha.

Continuar…

A recíproca no trabalho também é verdade. Se neste momento, Maravilha está com a equipe principal, Thiago Mehl também quer estar de perto dos novos talentos no gol. O preparador projeta fazer visitar frequentes durante os próximos períodos de treinamentos da base. 

“É muito gratificante ter a presença da Maravilha aqui conosco. É uma troca de experientes que quem ganha é a Seleção Feminina, acabamos trocando informações sobre metodologia e, principalmente, sobre futuras atletas poderão servir à Principal. Por toda a história dela no futebol feminino, é um prazer também ter essa oportunidade. O treinamento de goleiras está em constante evolução, então, estar em contato sempre com os profissionais da área renova o olhar”, destaca.

O analista de desempenho da Seleção Sub-17, Felipe Soares, definiu como gratificante a troca de experiências estabelecida entre as comissões técnicas, algo que virou um hábito principalmente no período de paralisação do futebol com reuniões por video-conferência. 

Treino da Seleção Feminina Principal na Granja Comary 080421

Analista de desempenho da Seleção Sub-17, Felipe Soares, acompanhando o treinamento da Seleção Feminina Principal

Créditos: Laura Zago/CBF

“Estão sendo dias muito gratificantes pra gente, porque acabamos pegando a rotina da Seleção Principal e conseguimos ver o que podemos utilizar na nossa rotina da Seleção Feminina Sub-17. Pegamos ideias e acompanhamos a rotina de treinos, que é mais puxada e em alto nível. Com certeza vamos levar muitas coisas que vamos utilizar no nosso dia a dia”, destaca.

O período de preparação da Seleção Brasileira na Granja Comary se estende do dia 5 ao dia 13 de abril. Por conta de restrições de viagem devido à pandemia de covid-19, o grupo da Canarinho concentrado em Teresópolis conta com, primordialmente, atletas que atuam no cenário nacional.

 

Fonte: Seleção Brasileira